Arthur Schopenhauer – Ascese

Ascese

Arthur Schopenhauer

Ascese é “aniquilamento refletido do querer que se obtém pela renúncia aos prazeres e pela procura do sofrimento; uma penitência voluntária, uma espécie de punição que a pessoa se inflige para chegar à mortificação da vontade”

Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O mundo como vontade e representação. Rio de Janeiro: Contraponto, 2001. p. 410.

4 comments for “Arthur Schopenhauer – Ascese

  1. Sandra Sodré
    31 de agosto de 2013 at 12:56

    “…Toda a ascese tem como finalidade dilatar o amor a Deus e aos irmãos, de tal sorte que tenhamos o domínio da barca da vida na travessia do tempo, vigiando cuidadosamente o tesouro que carregamos em vasos de barro. (See more at: http://www.franciscanos.org.br/?p=27102#sthash.u018QMDj.dpuf)
    Bem, isso é o que entendo por ACESE, nas palavras do Frei Almir.

    • 1 de setembro de 2013 at 10:24

      Certamente um frei franciscano sabe mais ascese que um ateu alemão.

    • Douglas Esteves
      1 de setembro de 2013 at 21:11

      Sandra,

      acho que os dois falaram a mesma coisa só de perspectiva diferentes (muito diferentes mesmo). Sendo que o frei Almir neste trecho transcrito se ateve só ao propósito da ascese e Schopenhauer a definiu e mostrou seu propósito. Tive que ler umas 4 vezes para entender Schopenhauer mas eu sou lento mesmo…rs

      então, me parece que na perspectiva do Schopenhauer a ascese é brochante.

      Para o frei é empolgante e essencial à busca da santidade e ainda deu um tom poético franciscano brilhante.

      Palmas para o frei!

  2. marcelo g. j.
    25 de agosto de 2013 at 17:26

    Neste livro: O mundo como vontade e representação, Schopenhauer menciona o esquema da razão humana que se ergue na ponta da manifestação cósmica da coisa em si, sem poder acabar com a coisa que criou. A coisa em si que está fora do alcance racional sendo portanto, irracional, a-racional e pré – racional, no que diz respeito aos sentidos da razão. Em contrapartida é preciso se atentar para a casca que encobre a vontade universal. ex. medo. Outrossim, a vida é feita de tentativa e erro, eu diria: experimento ou: peirástica: da raiz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *