Joseph Ratzinger – Crise de Fé

Crise de Fé

Joseph Ratzinger

“Não nos iludamos: entrar no eu da fórmula do Credo, transformando o eu esquemático da fórmula em carne e osso do eu pessoal, constituiu sempre um empreendimento emocionante e aparentemente impossível, durante o qual não é raro o eu ser transformado num esquema, em vez de o esquema virar carne e osso. E quando nós, os fiéis dos dias de hoje ouvimos, com certa dose de inveja, dizer que na Idade Média todos por aqui eram fiéis, convém lançarmos, com a ajuda da pesquisa histórica, um olhar também para aquilo que existia atrás dos bastidores daquele tempo. Assim descobriremos que mesmo então havia a grande massa de oportunistas e um número relativamente pequeno de pessoas realmente engajadas na dinâmica interna da fé. As ciências históricas nos podem mostrar que, para muitos, a fé não passava de um sistema habitual de formas de vida, de modo que o número daqueles que se davam conta da fascinante aventura que a palavra ‘creio’ na verdade encerra, não devia ser maior do que o número daqueles que a desconheciam”

  Fonte: RATZINGER, Joseph. Introdução ao Cristianismo. São Paulo: Loyola, 2005, pp. 38-39.
Robson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *