Joseph Ratzinger – Fé e Democracia

Fé e Democracia

Joseph Ratzinger

“Não existe nenhuma razão para deixar que uma minoria permita que a sua fé lhe seja prescrita por uma maioria. A fé, e a sua práxis, ou nos vem do Senhor por meio da Igreja e seus ministérios sacramentais ou não existe. Na maioria dos casos, o afastamento da fé acontece por lhes parecer que, se pudesse ser fixada por qualquer instância, a fé equivaleria a uma espécie de programa de partido: quem estivesse com o poder, determinaria o que se deve crer. Por isso, o que interessa hoje é chegar a possuir poder na Igreja. Dito de uma maneira mais lógica e evidente: o que interessa mesmo é não crer.

Fonte: RATZINGER, Joseph. Fé, Verdade e Tolerância. São Paulo: Inst. Bras. de Filosofia e Ciência Raimundo Lúlio, 2007, pp. 121-122.

Robson Oliveira

2 comments for “Joseph Ratzinger – Fé e Democracia

  1. RAIMUNDO CESAR FARIAS ALELUIA
    23 de Janeiro de 2015 at 08:09

    CARO ROBSON.

    • RAIMUNDO CESAR FARIAS ALELUIA
      23 de Janeiro de 2015 at 08:17

      Caro Robson

      O fator fé é individual. Não há como afirmarmos que o doutor em religião tenha uma fé maior do aquele humilde religioso ou vice-versa. Como a fé é uma revelação que recebemos de outros que também receberam nenhum grupo político terá forças para reduzir a fé daqueles que realmente creem. Podem até causar sofrimentos nos crentes mas a fé permanecerá inquebrantável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *