Raniero Cantalamessa – Exegese e Instrumentalização

Exegese e Instrumentalização

Raniero Cantalamessa

“A Palavra de Deus não pode ser usada para fazer discursos de circunstâncias ou para cobrir de autoridade divina, com alguma citação bíblica, quaisquer frases já feitas e todas humanas. Nos últimos tempos, vimos aonde conduz tal tendência. O Evangelho tem sido um instrumento para confirmar toda espécie de projetos humanos.

Quando um auditório se encontra de tal modo predeterminado por condicionamentos psicológicos, sindicais, políticos ou passionais, a ponto de tornar impossível, logo de partida, não dizer aquilo que ele espera ouvir, concedendo-lhe completamente razão em tudo; quando não existe qualquer esperança de conduzir os ouvintes àquele ponto em que é possível dizer-lhes: ‘Convertei-vos e crede!’, então é adequado não proclamar a Palavra de Deus, para que ela não seja explorada para fins partidários e, portanto, traída. […] No Evangelho, Jesus é cuidadoso em não se fazer instrumento para fins políticos e partidários”

Fonte: CANTALAMESSA, Raniero. O Mistério da Palavra de Deus. São Paulo: Canção Nova, 2012, p. 85.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *