Aos demônios do RJ

Esse novo comunicado objetiva reafirmar ações contra a JMJ de 2013. Atenção, demônios do Rio, sei que o Carnaval está chegando e o trabalho de vocês aumenta significativamente. Além disso, esses dias antes do Nascimento me deixam meio “down”. Então, vou ser rápido.
Continuem levantando falsas acusações contra o evento. Pensei em alguns argumentos que podem confundir esses meninos fedorentos, fiéis ao Pescador. O pessoal do #BrasilSemTVRecord fica falando que os jovens deles são melhores que os meus. Vejam dois frutos que minhas jornadas de jovens, chamadas elogiosamente deParadas Gays, trazem para os homenzinhos fedorentos e que provam que nossos eventos são melhores que as JMJ:

Reprodução

1. Famílias mais tolerantes: uma mãe, muito zelosa, leva seu filhinho para a Parada Gay de Mato Grosso para seu rebento aprender sobre o “amor”. Nada de falar dEle para ensinar seus bebês fedorentinhos. Convivendo com egoístas aprenderão sobre generosidade. Hahahahaha…
2. O atendimento a drogados aumenta nas Paradas Gays: o evento de São Paulo introduziu umanova droga no país, pior que o crack. Isso faz com que os sistemas de saúde aumentem o número de atendimentos a dependentes químicos. Olha que legal: é a Parada Gay melhorando a saúde do Brasil! Hahahahaha…
Tudo isso com a ajuda dos sistemas de trânsito das respectivas cidades; tudo isso com o apoio da polícia de suas cidades; tudo isso, não raro, com direto investimento de dinheiro público. Mas disso não vamos falar, né?
Coisa Rúim Chefe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *