Salve Padre Pio! – Sobre seu apoio a Paulo VI e Humanae Vitae

padrepio3jt4Comentário: Hoje é dia do padre dos pobres, das almas aflitas, do confessionário, da Santa Comunhão e Paixão de Nosso Senhor. Diversos são os relatos de milagres e conversões ocorridos a partir das intervenções do Padre Pio, entretanto gostaria de lembrar que este tão importante santo, viveu num período ímpar dentro da Igreja. As reflexões e ensinamentos do Vaticano II, um concílio pastoral importantíssimo para a Igreja, trouxe a tona novas reflexões. Não fugindo dos questionamentos polêmicos buscou olhar e transmitir ao povo de maneira diferente. Não agradou a todos, mas foi fundamentalmente um concilio de todos, e este fato criou linhas dissonantes no seio católico que perduram até hoje. Um dos assuntos controversos, a regulação da natalidade, culminou na Encíclica Humanae Vitae, que da nome a este blog. Fora da Igreja, um período sombrio de pós-guerra, polarizado entre duas forças mundiais que se testavam e ameaçavam, era o período da guerra fria. O Papa na época, o querido Paulo VI, sofria na alma as dificuldades de corresponder com altura a todas as demandas, religiosas e políticas.

Sentindo esta aflição, e já pressentindo o fim de sua vida, o grande santo escreveu uma carta, que apresenta uma das características marcantes dos grandes santos, digo a “obediência” ao Papa, segue a carta:

“Eu bem sei que o vosso coração sofre muito neste dias pela sorte da Igreja, relativamente à paz no mundo e devido às inúmeras necessidades dos povos, mas sobretudo porque mesmo alguns católicos faltam à obediência às sábias instruções que dais, com o auxílio do Espírito Santo e em nome de Deus.

Ofereço-vos as minhas orações e sofrimentos de todos os dias, atenção insignificante mas sincera do último dos vossos filhos, a fim de que o Senhor vos reconforte pela sua graça, para prosseguir o caminho reto e penoso da defesa da verdade eterna, que nunca muda num mundo em evolução.

Igualmente, em nome de meus filhos espirituais e dos Grupos de Oração, vos agradeço pela vossa tomada de posição clara e decisiva, especialmente na vossa última carta, Humanae Vitae, e reafirmo minha fé e minha obediência incondicional a vossas iluminadas diretrizes.

Digne-se o Senhor conceder o triunfo à verdade e a paz à sua Igreja, a tranquilidade aos povos da terra, saúde e prosperidade a Vossa Santidade, a fim de que, uma vez dissipadas essas nuvens passageiras, o Reino de Deus triunfe nos corações, graças à vossa obra apostólica de supremo Pastor de toda a cristandade.

Prostrado a vossos pés, peço-vos que me abençoeis, bem como aos meus confrades, filhos espirituais, Grupos de Oração, aos meus doentes, todas as inciativas do bem que em nome de Jesus nos esforçamos para realizar.”

Voltei: Onze dias depois o amado padre Pio veio a falecer. O Santo Padre Papa Paulo VI escreve em seguida aos membros Capuchinhos:

“Segui o exemplo do vosso santo confrade falecido há pouco, vede a fama que ele teve! Que clientela mundial ele não conseguiu à sua volta! Mas, porquê? – Seria ele um filósofo, um sábio, dispondo de meios? – Apenas porque dizia missa humildemente, confessava de manhã à noite, e era, é difícil de o dizer, o representante de Nosso Senhor, marcado com as chagas da nossa Redenção”.

São Padre Pio, rogai por nós!

Sancte Michael Archangele, defende nos in prælio. Amen.

1 comment for “Salve Padre Pio! – Sobre seu apoio a Paulo VI e Humanae Vitae

  1. Luciana Hilario
    23 de setembro de 2014 at 13:16

    Muito bonita a carta de São Padre Pio e a resposta do Papa! Fiquei encantada quando conheci sua história de humildade e amor a Deus, e tão perto de nosso tempo!
    São Pe. Pio, rogai por nós!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *