A Incoerência jornalística

Deixa ver se entendi: se uma jornalista diz que compreende que cidadãos defendam-se quando o estado não faz a sua parte na proteção do povo, então essa jornalista é responsável por qualquer crime cometido por cidadãos? Então se há uma reportagem criticando o caos no transporte público, o jornalista que a produziu é responsável pelos ônibus queimados? Ou se um jornalista produz uma reportagem criticando a lentidão da justiça significa que ele é cúmplice se atacarem juízes e procuradores corruptos e lenientes com os poderosos? É isso mesmo???

Bem, se é assim, o que dizer de um jornalista que diz, sei lá, por exemplo, que:

(…) Essa realidade vai mudar (…) se a população atacar, partir pro contra-ataque. Eu sou favorável a arranhar carro de autoridade, eu sou favorável a jogar ovo, eu sou favorável a revolta, a quebra-quebra, o c@*@lho. ‘Ah, isso é vandalismo!’ Vandalismo é o cacete! Vandalismo é botar as pessoas quatro horas na fila das barcas todo dia (…). Vandalismo é tu roubar feito um condenado o dinheiro público (…).

Quem disse isso? O imaculado e honestíssimo Ricardo Boechat, que agora deu uma de moralista é tem tentado colar na jornalista Rachel Sheherazade o que ela não disse, mas que ele próprio defende abertamente, como se pode ver abaixo:

Depois perguntam porque o jornalismo é tão criticado e porque menos pessoas acreditam na mídia nacional…

Robson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *