Caminhada das Famílias, uma ação democrática

Desde a eleição do sucessor de Bento XVI, a mídia brasileira tenta sequestrar a voz do Papa Francisco para as causas da hora presente. Obedecendo às pautas jornalísticas que desconsideram a verdade dos fatos, o Papa Francisco tem servido para justificar as teorias mais distantes do cristianismo na grande mídia brasileira. A última foi a acusação descabida de um jornal carioca de que a Caminhada das Famílias, que ocorrerá em São Gonçalo dia 08/08, tem o objetivo de marchar contra homossexuais, além de estar em dissonância com o Papa Francisco.

Papa Francisco, o papa sorridente

Papa Francisco, o papa sorridente

1. Primeiro, a Caminhada das Famílias, a qual espera reunir mais de 50.000 famílias de vários credos religiosos na cidade em São Gonçalo, não é contra nada. O evento marca o início de um movimento a favor: a favor da família tradicional, a favor da liberdade de religião e de expressão, a favor da vontade política da maioria da população do município. Em nenhum momento o tema da caminhada, sequer transversalmente, quis tratar de outros temas que não o elogio à família natural. Logo, toda ilação a esse respeito é sem fundamento.

2. Depois, utilizar o Papa Francisco contra a Caminhada das Famílias é ofender a inteligência das pessoas. Os amigos do lobby heterofóbico na mídia carioca tentam vender a ideia de que o Sua Santidade é favorável à Ideologia de Gênero. Ou que defenda indiferença sobre o assunto. Não é bem assim. O Papa Bergoglio não deixa dúvida sobre sua rejeição ao tratamento popularesco e irresponsável sobre o tema da sexualidade humana. Ele escreve:

Aprender a aceitar o próprio corpo, a cuidar dele e a respeitar os seus significados é essencial para uma verdadeira ecologia humana. Também é necessário ter apreço pelo próprio corpo na sua feminilidade ou masculinidade, para se poder reconhecer a si mesmo no encontro com o outro que é diferente. Assim, é possível aceitar com alegria o dom específico do outro ou da outra, obra de Deus criador, e enriquecer-se mutuamente. Portanto, não é salutar um comportamento que pretenda «cancelar a diferença sexual, porque já não sabe confrontar-se com ela» (Louvado Seja, 155).

Portanto, a ideologia que pretende esmaecer a diferença natural entre homem e mulher é franca e abertamente rejeitada pelo Papa Francisco. Tentar sequestrar a voz do Sumo Pontífice para uma causa tão avessa a suas convicções faz fronteira com a pilantragem jornalística.

Papa FranciscoE por fim, os votos dos cristãos valem tanto quanto os votos dos não-cristãos. É um direito constitucional de todo cidadão expressar sua vontade política em público. Os vereadores de São Gonçalo, sabendo que as eleições estão próximas, devem ficar atentos, pois estamos atentos aos que traírem o voto confiado.

1 comment for “Caminhada das Famílias, uma ação democrática

  1. Walter Pereira
    8 de agosto de 2015 at 14:44

    O mal não vai vencer o bem. Os homossexuais estão muito preocupados com tudo o que acontece no cotidiano. Parece que a consciência pesa. Vamos a luta contra essa abominação da natureza e cristã. Jesus ama o pecador mas não ama a prática do pecado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *