Como saber se a PJ está vendida?

Muitos jovens me perguntam sobre doutrinas estranhas divulgadas em palestras em suas paróquias. Alguns falam de reuniões “secretas” com membros de partidos, reuniões sobre as quais ninguém pode saber. Alguns outros falam que padres distantes ficam dando conselhos frequentes – quase diários – a responsáveis pela PJ em sua paróquia. Eles me perguntam: como detectar se a pastoral na qual participo está contaminada pela PJ.

999373_516388781767489_2045919117_n[1]

É fácil descobrir, mas já faço uma correção. Não se trata de simples contaminação, pois ninguém é culpado por se contaminar. Ninguém é responsável por pegar rubéola. Nesse caso concreto, trata-se de venda mesmo! Essas pessoas se venderam ao partido que paga mais: às vezes esse partido é o PT, às vezes, o PSOL, mas sempre são de esquerda. Voltando ao assunto, como saber se a Pastoral da Juventude (PJ) da sua paróquia está vendida a algum partido do lugar?

1. Primeiramente, se a PJ menospreza, faz chacota, piadas e ironias com o sacerdote, o bispo, o Papa e a doutrina cristã em geral, pode ser que sua pastoral esteja vendida a algum partido local, sim.

2. Se na PJ da sua paróquia tem um tiozão ou uma tiazona, geralmente advogado ou professor de humanas, com boas ideias e se achando jovem no meio dos jovens, sempre tendo ideias sociais para a pastoral, pode ser que sua pastoral esteja vendida a algum partido local.

3. Se a PJ faz festas do pijama, churrascos juvenis, saídas noturnas mas nunca rezam, nunca falam de virtudes, nunca leem o Evangelho, nunca se confessam, pode ser que sua pastoral esteja vendida a algum partido local, sim.

4. Se os membros da PJ reagem sempre com ofensas, xingamentos, ironias, ridicularizações contra todas as críticas, todas as notícias, todas as informações que apontem para o aparelhamento da pastoral, provavelmente sua pastoral esteja vendida a algum partido local.

5. Se a PJ berra por tolerância, abertura, diálogo, mas na prática censura informações na fan page da paróquia, proíbe assuntos nas reuniões da PJ e evita discussões que não são interessantes ao núcleo do grupo, ah, pode ser que sua pastoral da juventude esteja vendida a algum partido local, sim.

7. Se a PJ proíbe que seus membros participem de outros grupos, se vigiam o que eles leem, se ligam para controlar o que fazer, pode ser que sua pastoral esteja vendida a algum partido local.

8. Se você é membro da PJ e não conhece o significado de 8 das 10 seguintes siglas: Tb, GS, LG, IIIJo, Hab, CIC, JUC, FC, Didaqué e Ju, pode ser que sua pastoral tenha sido comprada por algum partido local.

9. Se a PJ está mais preocupada em atacar as pessoas que seus argumentos, mais preocupada em desqualificar seus oponentes que em refletir sobre seus princípios, pode ser que sua pastoral tenha sido comprada por algum partido local.

10. Ah, tem mais uma coisa: se a PJ é coordenada por caras que, na vida pessoal (facebook, twitter, instagram, etc.) divulgam textos elogiosos (na maioria mentirosos) sobre os partidos  e a ideologia de esquerda (marxista e comunista), é grande a chance de ele ser um membro plantado na pastoral para cooptar jovens para a fileira dos partidos.

Bem, se apenas um desses eventos acontece na sua paróquia, pode ser que a PJ ainda não esteja vendida. Mas se 4 desses eventos acontece em sua pastoral, pode ter certeza: alguém da PJ está tendo alguma relação espúria com algum partido de sua cidade. Meu conselho, meu irmão: saia desse antro o quanto antes e vá procurar um lugar onde se ame a Deus acima das mamatas, dos favorecimentos e dos projetos políticos pra daqui 10 anos.

3 comments for “Como saber se a PJ está vendida?

  1. Henrique
    26 de janeiro de 2015 at 11:53

    Isso é muito grave mas não é surpresa. O pior é que quando “arrancarem-nos a voz na garganta, já não poderemos dizer mais nada”, como no poema de Maiakovski, “suicidado” pelos agentes comunistas em 1930. . ..

  2. Juan Carlos
    3 de novembro de 2014 at 07:46

    Faz tempo que está vendida. No RS, tem um “Assessor” com quase 90 anos, cercado da pior espécie de gente ideologizada, que só representam a eles mesmos e a grupelhos que vivem da nostalgia de 40 anos atrás…. Dão nojo.

  3. Adriano
    29 de outubro de 2014 at 14:55

    Muito bom. Acredito que essa lista de critérios possa ser ampliada. Importante sinalizar que não é uma crítica à PJ, mas à tendência marxista (leia comunista) que as vezes se emprega nela.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *