Cresce a perseguição religiosa contra os cristãos no Oriente Médio

Vez em quando é útil relembrar que ser cristão pode ser tranquilo aqui no Brasil, mas não é necessário que assim seja em outras partes do mundo. Pelo contrário, em muitos países do Oriente Médio os cristãos são vítimas de violências sem medida. E a dona ONU nada faz em relação a isso.

Reprodução

E cadê os tão preocupados humanitaristas? Onde estão os gritos vorazes do Ocidente por justiça e liberdade religiosa quando se trata de um cristão, e não apenas de uma oportuna ocasião para eles propagarem interesses e jogos políticos ocidentais? Estão preocupados com os direitos básicos do ser humano ou com a ocidentalização do Oriente? Então, se não é uma questão humanitária, por favor, não nos ofendam com essa ridicularização a nós que estamos aqui como expectadores da política global. Mas, se estou enganado, e de fato se preocupam com questões humanitárias, pergunto: um cristão humanitariamente falando vale menos do que qualquer outro cidadão, seja ele mulçumano, judeu, ou seja lá qual for a sua proveniência religiosa? Bem, pergunto isso porque, se for realmente preocupação humanitária, é o que está parecendo. Porém, prefiro não acreditar que a elite global tenha tantas preocupações humanitárias assim, e com certeza tem muito mais com a geopolítica, as dominações regionais e econômicas, a emancipação de riquezas, a derrubada de governos. Porque, se acreditar que eles tenham realmente preocupações humanitárias, terei que acreditar que nós cristãos não fomos catálogos como portadores desses mesmos direitos. E ainda falta saber a quem exatamente a grande mídia tem servido: aos interesses de uma elite, de uma agenda econômica e política ocidental, ou a serviço dos interesses sociais, do bem comum e dos direitos humanos.

Matéria completa: Supplementum Fidei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *