Criança sem cerebelo confunde médicos

E novamente a ciência contemporânea tem um dilema a resolver: ou o indivíduo humano se constitui a partir do conjunto material do cérebro ou não se constitui apenas por este conjunto material. Ora, parece que não é só por meio de células cerebrais e conectores neurológicos que o indivíduo se constitui humano. A anencefalia – falta de todo ou grande parte do cérebro humano – não diminui a dignidade deste indivíduo, que mesmo sem estar em pleno uso de suas potências cerebrais, ainda é um membro da humanidade. Um novo fato científico vem colocar mais um problema para os cientistas redutores do homem ao material. Uma criança sem parte importantíssima do cérebro está aprendendo a falar.

[iframe: src=”http://www.youtube.com/embed/TCisaP09yFU” frameborder=”0″ width=”480″ height=”390″ scrolling=”no”]

Tecnicamente, o caso de Chase Briton não se enquadra no caso clássico de anencefalia. No entanto, segundo o Protocolo Groningen, da Holanda, ele seria morto por causa da gravidade e das dificuldades oriundas de sua deficiência neurológica.

A alma humana é a responsável por dignificar cada indivíduo humano, ainda que dificuldades ou até impossibilidades locomotoras ou comunicativas suprimam o potencial nessa ou naquela pessoa. Não se pode eliminar pessoas por causa das dificuldades que possam ter ou dos custos que trarão à sociedade. Cada homem e mulher precisam ser respeitados na sua constituição mais básica, por causa de sua natureza incomunicável.

Fonte: Secondhand Smoke

Robson Oliveira

6 comments for “Criança sem cerebelo confunde médicos

  1. Amaro Helio
    21 de março de 2013 at 13:36

    Enfim,são mistérios que somente aqueles que tem fé em Deus e teve um verdadeiro encontro com Ele, possa entender melhor tudo isso.

  2. Wania
    16 de fevereiro de 2011 at 13:50

    Não importa, com ou sem cerebro, o que importa é reconhecer o Poder de Deus em todas as criaturas. O Poder dele é perfeito e age conforme o Seu Querer em nós. Quando Deus vê que está na hora do homem sentir sua presença no meio de nós, Ele nos dá um milagre assim.
    Tudo posso naquele q age em mim.
    Olhem os animais q podem carregar pesos muito maiores q o seu próprio, milagre!
    Se observarmos tudo a nossa volta verificaremos isso.
    Só q existem aqueles q não reconhecem isso, e ai Deus age e deixa esses desconcertados e sem saber como explicar.

    • Robson Oliveira
      16 de fevereiro de 2011 at 17:07

      Finalmente apareceu, Dona Wania!

      Como sempre perspicaz na análise.

      Até breve!

  3. Roberta
    15 de fevereiro de 2011 at 22:14

    Um dia te perguntei se há alguma explicação para que algumas pessoas nasçam com algum tipo de deficiência… Talvez esse e outros casos me ajudem a esboçar uma resposta: Deus o faz para mostrar a fragilidade da natureza humana; mostrar que Ele nos ama mesmo assim; e, também, para confundir a sabedoria do mundo.
    Seria uma maneira de pensar?
    Abraço!

    • Robson Oliveira
      16 de fevereiro de 2011 at 11:33

      Roberta, há um outro motivo, tão espiritual quanto o seu primeiro exemplo. Para mostrar o Poder de Deus! Lembra do caso do cego de nascença? Todos sabiam que era ele o cego que mendigava na cidade. No entanto, tentando negar o Poder de Deus, seus pais foram chamados para reconhecerem aquele que já todos conheciam. Na mentalidade judaica, a dor do inocente tinha uma explicação: o pecado dos pais. Quem pecou, perguntaram a Jesus, ele ou os pais dele? Nenhum dos dois, mas ele era cego para que Deus desse um sinal aos homens: este que faz o cego enxergar é o Cristo, o Filho de Deus.

      Minha abordagem vai no segundo sentido, pois é nesse que se trava a batalha mais aguda: apesar dos avanços científicos, a abordagem sempre materialista e redutivista não toca no ponto certo, quando trata da individualidade humana. Reduzir o ser humano à materialidade do cérebro é muito pouco. E aí esse caso, assim como o caso da Marcela, do Morro dos Macacos, no Rio de Janeiro, indagam aos cientistas: e aí? Ser homem é ter cérebro? Mas a Marcela só tem cerebelo. Mas o Chase não tem cerebelo.

      Em tudo seja Louvado o Nome do Senhor Jesus, que desconcerta os sábios desse mundo. E confirma os humildes e puros de coração!

    • Robson Oliveira
      16 de fevereiro de 2011 at 13:40

      Medical science is a wonderful thing, but it is not the only thing.

      And doctors understand many, many things, but not everything.

      Fonte: The Anchoress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *