Curtas sobre a vida – 10

A vida sofre ofensas e ameaças em diversas partes do mundo. Destaque para o professor que está preso no paraíso chinês. Ele ousou levantar-se contra o partido e ficará preso até a morte. No país que trata tão mal os cristãos, que sofrem sob o domínio de uma igreja particular da China, os professores também sofrem o peso da ditadura.


1. China condena professor à prisão perpétua: O professor Ilham Tohti é o ativista da minoria uigur mais conhecido no país. Entidades internacionais de defesa de direitos humanos criticaram a sentença. O Tribunal Popular de Urumqi, capital de Xinjiang, considerou o intelectual culpado de liderar um grupo separatista de oito pessoas. A sentença também determinou que todos os bens de Tohti fossem confiscados. O intelectual e ativista é um respeitado professor de Economia em uma das universidades mais prestigiadas de Pequim

2. Coreia do Norte admite manter campos de ‘reeducação’: Pela primeira vez, a Coreia do Norte admitiu a existência de campos de “correção dos erros” dos cidadãos por meio do trabalho. A revelação foi feita em Nova York por Choe Myong Nam, um funcionário do Ministério das Relações Exteriores de Pyongyang encarregado das relações com as Nações Unidas. Trata-se de campos de trabalhos forçados, mas com uma linguagem menos escancarada.

3. Técnica de enfermagem e policial civil são presos por integrar quadrilha que realiza abortos: Eles seriam os responsáveis pelo sumiço de Jandira dos Santos Cruz, que seguia para clínica clandestina quando desapareceu.

4. Texto sobre aborto de seção da CNBB critica candidatas: Documento diz que governo apresenta resultados ‘sombrios’ e ex-ministra contradiz Igreja ao defender plebiscito sobre o assunto.

Robson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *