Falso Dilema: a renúncia do Papa e o divórcio

A renúncia do Papa Bento XVI ao Trono de São Pedro tem gerado as mais diversas consequências: jornalistas um pouco desavergonhados têm chocado os que possuem certa cultura católica e religiosa com informações sem sentido; estudiosos (de outras religiões) têm se arriscado a comentar o catolicismo e têm ordinariamente passado vergonha… E até relações inéditas e inovadoras entre a decisão do Santo Padre e temas doutrinários os mais distantes estão realizadas, como a que apontou a Veja dessa semana.

Mario Sabino, ex-editor de VEJA

Segundo reportagem de Mario Sabino, intitulada “Os papas da renúncia”, na página 79 da edição 2309 – ano 46 – n°. 8, afirma o jornalista: “A renúncia de Bento XVI lança dúvidas sobre a manutenção dogmática do princípio da indissolubilidade conjugal”. Olha, não tenho nada, absolutamente nada contra o repórter e jornalista, Mario Sabino. Pelo contrário, parece que até temos alguns bons pontos em comum no campo da análise política. No entanto, quanto ao assunto catolicismo – e arriscaria dizer, também quanto ao tema cristianismo em geral – ele precisa procurar melhores fontes. Compreender-se-ia a ligação e analogia, mesmo que equivocada, entre a renúncia de Bento XVI ao Papado e os eventuais abandonos de sacerdotes a suas vidas religiosas e promessas à Igreja. Mas comparar a decisão de Bento XVI ao divórcio é tão estranho que o próprio jornalista precisa insinuar uma razão suficiente para a aproximação de casos tão distantes.

Segundo Sabino, “se a um papa é permitido renunciar ao que seria um casamento com a Igreja, abençoado pela vontade divina, por que marido e mulher não poderiam divorciar-se?”. Talvez aqui esteja o equívoco teórico de Sabino. Ele une a assemelha a função do papa ao matrimônio com a Igreja. Talvez tenha acreditado ou ouvido dizer aqueles ditados populares, segundo os quais os religiosos católicos “se casam com a Igreja”. Ou, hipótese mais difícil, conheça o texto paulino que trata os matrimônios cristãos como sinal do casamento de Jesus Cristo com a Igreja (cf. Ef 5, 22-32). De acordo com a tradicional doutrina cristã sobre o matrimônio, a irrevogabilidade da doação de Cristo para sua Igreja, que é seu Corpo Místico, encontra imagem semelhante à doação que fazem esposo e esposa no pacto matrimonial, de modo que, assim como o Senhor não volta atrás com sua doação, mesmo quando os membros da Igreja lhes viram o rosto, o esposo e a esposa não têm direito a abandonar o vínculo contraído, sem que haja razões graves que levem ao conhecimento certo da inexistência do vínculo.

Percebam que o texto de São Paulo compara a união de Cristo com sua Igreja à união matrimonial. Em nenhum momento trata-se da união do do diácono, do sacerdote ou do bispo com a Igreja. Comparar, então, a renúncia do Papa Bento XVI ao cargo de Sumo Pontífice ao abandono do vínculo matrimonial é despropositado. O Romano Pontífice não é casado com a Igreja e, portanto, a renúncia desse serviço não é a negação da Vontade de Deus para a Igreja.

Além disso, a renúncia de um membro eclesial de qualquer função é algo previsto no Código de Direito Canônico (cf. Cânon 187). E até a renúncia do Romano Pontífice é prevista, sob certas condições: “Se acontecer que o Romano Pontífice renuncie a seu múnus, para a validade se requer que a renúncia seja livremente feita e devidamente manifestada, mas não que seja aceita por alguém” (Cânon 332, § 2°). Ora, quem aprova a legitimidade do CDC é o próprio Romano Pontífice. Portanto, se o CDC prevê a possibilidade de renúncia, e se algum Papa dela usa, obviamente não nega a infalibilidade pois ela está resguardada justamente pelo CDC promulgado e aceito pelo Papa. Portanto, ao matrimônio validamente contraído, assim como às ordens validamente contraídas, não se pode levianamente propor nulidade. O jornalista Sabino, ao confundir o serviço, que é o papado, com o vínculo gerado pelo matrimônio demonstra desconhecimento de como a Igreja Católica percebe um e outro.

Família, Dom de Deus

12 comments for “Falso Dilema: a renúncia do Papa e o divórcio

  1. Amaro Helio
    1 de março de 2013 at 12:56

    Realmente Robson, se ele for homem de fé….

  2. 27 de fevereiro de 2013 at 17:39

    As pessoas não entendem porque não querem entender…
    Veja quanta ignorância na fala de nosso amigo Dionísio…
    Enfim, o próprio Jesus disse para nos alegrarmos quando nos perseguirem e caluniarem…

  3. 27 de fevereiro de 2013 at 17:36

    As pessoas não entendem porque não querem entender…
    Veja quanta ignorância na fala do nosso amigo Dionísio… é deplorável, mas Jesus disse para nos alegramos quando formos perseguidos e caluniados!

  4. Amaro Helio
    27 de fevereiro de 2013 at 14:38

    Nossa nao aquento mais, ter que ficar respondendo pessoas como o Sr. Dionisio, até parece que na Igreja dele, que nao sei qual, nao tem problemas. Faça-me um favor Sr. Dionisio, procure ler mais e volte com mais argumentos….ok..

  5. DIONÍSIO
    26 de fevereiro de 2013 at 15:13

    POR QUE ENTÃO O CARDEAL INGLÊS, OU SEJA LÁ QUE NOME O CHAMAM, RENUNCIOU OU FOI PROIBIDO DE VOTAR PARA ELEIÇÃO DO NOVO PAPA? PORQUE, NOS ESTADOS UNIDOS, TEM TANTOS PADRES E BISPOS SENDO PROCESSADOS POR PEDOFILIA E SENDO PROTEGIDOS PELA IGREJA? A IMPRENSA DE TODO O MUNDO ESTÁ MENTINDO? RIDÍCULO É A IGREJA PREGAR UMA COISA E AGIR CONTRÁRIO AO QUE ELA MESMA PREGA. NEM O PAPA AGUENTOU!!! COM RELAÇÃO AO COMUNISMO, PRIMEIRO NÃO TEM NADA A VER COM O QUE FALEI, ACHO QUE ESTÃO FALTANDO ARGUMENTOS É A V. SRA. SEGUNDO, JÁ QUE VOCÊ LEVANTOU O TEMA, A EXEMPLO DA IGREJA, O COUMUNISMO TAMBÉM AGE NA CONTRAMÃO DO QUE PREGA. SE PEDOFILIA PARA A IGREJA TAMBÉM É CRIME COMO VOCÊ COLOCOU, POR QUE TANTOS BISPOS PROTEGENDO TANTOS PADRES PEDÓFILOS? E NÃO VENHA ME DIZER QUE EU DENUNCIE OS QUE CONHEÇO, PORQUE, PRIMEIRO, GRAÇAS A DEUS, SIM, EU DISSE GRAÇAS A DEUS, EU APESAR DE SER UMA PESSOA DE FÉ E CRENTE EM DEUS, ME MANTENHO E À MINHA FAMÍLIA, LONGE DESSES CRIMINOSOS DE BATINA.SEGUNDO PORQUE TODO DIA SAI NA IMPRENSA QUE ESSES PEDÓFILOS ESTÃO SENDO DENUNCIADOS PELAS VÍTIMAS E SENDO PROTEGIDOS PELA IGREJA.NÃO SOU EU QUE TENHO QUE APONTAR. ELES É QUE TÊM QUE SE DEFENDER.OUTRA COISA, PELAS NOTÍCIAS QUE NOS CHEGAM DIARIAMENTE, QUEM TEM QUE TER CUIDADO COM OS DEFENSORES DE HOMOSSEXUAIS E PEDÓFILOS, É A PRÓPRIA IGREJA,QUE ESTÁ INFESTADA DESSES DEFENSORES.

    • 27 de fevereiro de 2013 at 15:39

      Esse é o tipo de indagador que passa por aqui: “CARDEAL INGLÊS, OU SEJA LÁ QUE NOME O CHAMAM”. É difícil!

      O cardeal que renunciou foi escocês e já tinha pedido renúncia anteriormente. O papa tinha adiado a aposentadoria, mas resolver atendê-lo agora.

      “PORQUE, NOS ESTADOS UNIDOS, TEM TANTOS PADRES E BISPOS SENDO PROCESSADOS POR PEDOFILIA E SENDO PROTEGIDOS PELA IGREJA?” – Por que a Igreja não costuma acobertar seus membros, diferente de outras instituições.

      “A IMPRENSA DE TODO O MUNDO ESTÁ MENTINDO?” – Quem disse que a imprensa está mentindo. O senhor tem algum argumento?

      “RIDÍCULO É A IGREJA PREGAR UMA COISA E AGIR CONTRÁRIO AO QUE ELA MESMA PREGA.” – Não, não é incomum instituições terem em seu corpo pessoas que negam os princípios institucionais. Por exemplo, médicos podem matar pacientes, o que não quer dizer que a instituição “hospital” ou a “saúde” seja hipócrita ou inalcançável.

      “NEM O PAPA AGUENTOU!!!” – O papa morreria pela Igreja, meu caro. Não diga bobagens. E nós também!

      “COM RELAÇÃO AO COMUNISMO, PRIMEIRO NÃO TEM NADA A VER COM O QUE FALEI, ACHO QUE ESTÃO FALTANDO ARGUMENTOS É A V. SRA.” – Vou ter de desenhar. Fazer o quê, né? Você criticou os princípios cristãos e eu disse quais são eles. Depois apontei outros princípios,contrários aos cristãos, para que o leitor perceba a diferença radical entre uns e outros. Ah, certamente seu conteúdo é pequeno. Se prestar atenção, não falei só do comunismo. Também tem ali islamismo, machismo, etc.

      “SE PEDOFILIA PARA A IGREJA TAMBÉM É CRIME COMO VOCÊ COLOCOU, POR QUE TANTOS BISPOS PROTEGENDO TANTOS PADRES PEDÓFILOS?” – Se? Fala sério. Não tem bispo protegendo pedófilo. Tem bispo defendendo padre de acusação falsa. Quando a acusação é verdadeira, o bispo respeita o agredido.

      “E NÃO VENHA ME DIZER QUE EU DENUNCIE OS QUE CONHEÇO, PORQUE, PRIMEIRO, GRAÇAS A DEUS, SIM, EU DISSE GRAÇAS A DEUS, EU APESAR DE SER UMA PESSOA DE FÉ E CRENTE EM DEUS, ME MANTENHO E À MINHA FAMÍLIA, LONGE DESSES CRIMINOSOS DE BATINA.SEGUNDO PORQUE TODO DIA SAI NA IMPRENSA QUE ESSES PEDÓFILOS ESTÃO SENDO DENUNCIADOS PELAS VÍTIMAS E SENDO PROTEGIDOS PELA IGREJA.” – Ah, tá! Que nem disco voador. Você leu, que ouviu dizer, que uma prima, de um sobrinho, sei…

      “NÃO SOU EU QUE TENHO QUE APONTAR. ELES É QUE TÊM QUE SE DEFENDER.” – Não, senhor. O ônus da prova é de quem acusa. Não de quem é acusado. O senhor é que tem de provar que os padres são criminosos, não eles é que tem de provar o contrário.

      “OUTRA COISA, PELAS NOTÍCIAS QUE NOS CHEGAM DIARIAMENTE, QUEM TEM QUE TER CUIDADO COM OS DEFENSORES DE HOMOSSEXUAIS E PEDÓFILOS, É A PRÓPRIA IGREJA,QUE ESTÁ INFESTADA DESSES DEFENSORES” – Ahahahahahahahaha… Beijinho, seu Dionísio.

  6. DIONÍSIO
    26 de fevereiro de 2013 at 08:48

    QUANDO É CONVENIÊNCIA DA IGREJA, PODE TUDO, PAPA RENUNCIAR, PADRES E BISPOS MOLESTAREM CRIANCINHAS, CORRUPÇÃO NO BANCO DO VATICANO, TUDO, SE NÃO ACEITO, É ENCOBERTO. NÃO ESTOU FALANDO DA FIGURA DO PAPA, QUE CONSIDERO PESSOA ALTAMENTE RESPEITÁVEL E DE BOA FÉ. ACHO ATÉ QUE ELE RENUNCIOU, AO SE DAR CONTA DE AONDE SE METEU. ACHO QUE FEZ MUITO BEM.FALO DA HIPOCRISIA DA IGREJA, COM CONCEITOS RETRÓGRADOS E QUE PREGA UMA COISA E PRATICA O CONTRÁRIO DO QUE PREGA.

    • 26 de fevereiro de 2013 at 10:36

      Não seja ridículo, senhor. Não é conveniência, é direito. Está previsto no CDC a renúncia do Papa. Agora, se você tem conhecimento de padres ou bispos que molestaram criancinhas, leve às autoridades. Só tome cuidado com os defensores de homossexuais, que chamam “molestar” de “sexo consensual”. De nossa parte, assim como da Igreja Católica Apostólica Romana, pedofilia é crime – e pior – é pecado mortal!
      Sobre os conceitos retrógrados da Igreja, foram eles que constituíram o ocidente: liberdade, universidade, democracia para os estados, separação entre igreja e estado, enfim, todos conceitos retrógrados que surgiram e brotaram no seio e por causa da Igreja. Bons mesmos são os conceitos modernos do comunismo, que não permitem que uma blogueira escreva e fale o que pensa, que proíbe a mulher de se expressar, que mata o infiel.

      Abração e volte com melhores argumentos.

  7. Amaro Helio
    25 de fevereiro de 2013 at 16:08

    Eu nem leio mais, prefiro ficar rezendo para que o novo Papa possa ter forças e enfrentar os desafios com a força de todos os catolicos, rezando e tendo fé no que Jesus nos ensinou.

  8. Elizabeth Ferreira Dias
    24 de fevereiro de 2013 at 17:57

    Hoje, o mundo quer que a Igreja acompanhe o seu modo libertário de viver e nega os valores cristãos, tachando-os de antiquados e tolhedores da liberdade humana (!). É mais uma tentativa de introduzir na Igreja os valores (a)morais da sociedade contemporânea ao confundir o leitor não informado, levando-o a acreditar que a Igreja aceitará o divórcio e as uniões decorrentes.

  9. anamir solange
    22 de fevereiro de 2013 at 18:26

    Sabe, estou ficando muito chateada com revelações tremendamentes distorcidas das realidades católicas por jornalistas nada religiosos e muito menos católicos, quando eu ainda era bibliotecária e portando prestava serviço, qualquer informação sem o mínimo de formação e de fontes especializadas gerava até desemprego, como esses senhores que só falam bobagem nada sofrem, até mesmo são aplaudidos?
    Que mundo estranho, eles que deveriam estar a serviço da informação, desinformão e tudo bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *