O Governo do PT impõe a Volta do Kit-Gay

Famílias do Brasil, é um absurdo o que está acontecendo no Governo Federal! O Partido dos Trabalhadores (PT), que é quem comanda o país de fato, está tramando impor o KIT-GAY nas escolas brasileiras, em franca violação aos direitos das famílias e das instituições de ensino, e contra a palavra empenhada de que não imporia por suas próprias ações este material nas escolas. Do Ministério da Educação, que investiu dinheiro público na elaboração do material, vem o comando para impor esses conteúdos às escolas, via Legislitativo. A estratégia é dar apoio logístico e tático a alguns parlamentares, para derramar o material nas escolas do Brasil “contra a vontade do governo, mas obedecendo ao poder democrático, representado pelo Legislativo”. Nesta clave é que precisa ser liga a IX Seminário LGBT para Infância, ocorrido em Brasília.

No último dia 15/05, na Comissão de Educação da Câmara de Deputados, aconteceu o IX Seminário LGBT para Infância, que tratou do modo de deseducar crianças no Brasil. Um dos temas foi o material heterofóbico, preparado pelo Ministério da Educação do Brasil, para crianças nas escolas e pré-escolas do país. No vídeo abaixo, veiculado pelo deputado Jair Bolsonaro, fica clara a tentativa de divulgar por todos os meios possíveis o material pró-homossexualidade, e cria, na prática, uma cultura heterofóbica no Brasil. O vídeo é de dar asco, mas alguns elementos precisam ser meditados.

Destaco algumas pontos:

Reprodução: Para quem ainda acha que o PT é o partido da ética…

1. Quem comanda a ação é o governo do PT, portanto, o governo federal. A president(a) Dilma é a responsável por esse absurdo. Lembro-me da campanha eleitoral, em que cristãos muito mornos acusavam os que estavam contra o PT de catastrofistas. Diziam que aborto, homossexualidade, símbolos religiosos eram problemas de pouca importância. O que se devia pensar é que o PT acabaria com a impunidade, com a pobreza, com a fome. Pois bem, doze anos e três mandatos depois e o que temos? Temos Máfia dos Sanguessugas, Máfia dos Aloprados, José Dirceu, Palocci, José Genoíno, Delúbio e Lula de braços dados a Maluf. Temos o maior esquema de lavagem de dinheiro da história desse país, mais impunidade, mais corrupção, mais fome. E de brinde: cidadãos que se levantam contra o governo são perseguidos, bispos são perseguidos, pastores presos, liberdade de imprensa ameaçada, blogs do Brasil inteiro sendo monitorados e uns – como o Humanitatis – sem acesso em certas partes do país “misteriosamente”, Kit Gay, etc. E então, senhores? Seus votos no PT valeram a pena? Pois eles certamente servirão como apoio ideológico para violação de direitos humanos nas escolas do Brasil inteiro. Ah, vocês dirão que não sabiam disso. Não sabiam? Mas as denúncias que foram feitas durante todo o período eleitoral? Aqui mesmo tivemos discussões onde alertávamos sobre tudo isso (aqui, aqui, aqui, aqui e aqui). Vocês são tão deformados ideologicamente que não percebem o mal quando ele lhes bate às portas? O ensino médio, a universidade, suas amizades são tão influenciadoras que lhes tiram o poder de pensar por si mesmos? Tenham coragem, ao menos para admitir que estavam errados!

2. Outro ponto de convergência de todas essas ações heterofóbicas é do deputado Jean (já falamos dele aqui e aqui). Pois bem, ele é fruto da mídia glamourosa, a mídia que beatifica a homossexualidade. De certa forma, dar visibilidade a programas do tipo BBB é dar a chance de outros Jeans surgirem. A família brasileira deve unir-se contra esses programas e seus patrocinadores. É uma questão de sobrevivência do país! Qualquer nação que saiba como funciona a deteriorização dos valores da nação sabe que precisa coibir esses programas. Na Rússia, onde nasceu muito dessas técnicas, as paradas gays estão proibidas por 100 anos, pois é sabido que está em jogo a unidade da nação. Ah, é exagero também??? Pois é, para vocês tudo é exagero, até acontecer. Aí vocês vão levantar o olhar para os Céus e perguntar onde está Deus… Aí vocês vão perguntar “por que a Igreja não faz nada?”… Eu sei, sei que Deus não está na covardia de vocês. Sei que a Igreja não está na mornidão de suas vidas! Faça-me o favor…

3. Outro ponto é o deputado Chico Alencar. Ele foi elogiado pelo Jean por ser apoio dessas atitudes. Chico Alencar é um desses candidatos dos católicos “de esquerda”, ou católicos “progressistas”, ou católicos “não-fundamentalistas”, ou católicos “meia-bomba”, ou católicos “bundas-mole”, ou católicos “não-cristãos”, ou católicos “não-católicos”. Votar no Chico Alencar é trabalhar contra Nosso Senhor Jesus Cristo! Que isso fique claro definitivamente! Pois desde que eu sou gente, esse cara é político e nada de minorar a pobreza, nada de diminuir a corrupção, nada de nada. Ah, sim, há atos concretos contra a família e contra a Igreja, sempre com ele envolvido. E claro, faz muito tempo que não sabe o que é viver de salário mínimo, né?

Reprodução: Luiz Mott, efebófilo confesso

4. A sanha heterofóbica não tem limites! Eles querem empurrar o Kit Gay na pré-escola, para as crianças de 6 anos. E qual é o por quê? Por que é sabido que os homossexuais são predadores. Eles querem usar da autoridade moral que professores têm sobre as crianças para orientá-las para o homossexualismo. É sabido que os casos de pedofilia, dentro ou fora da Igreja, são, em sua maioria, promovidos por adultos homossexuais. Colocar essa política nas escolas é introduzir a raposa no galinheiro, com autorização do fazendeiro. Um dos defensores de tudo isso é o famoso Luiz Mott, efebófilo confesso, que trabalha para diminuir a idade sexual das crianças de nosso país.

5. Esse movimento é autocrático! Em um momento do vídeo, uma das sequazes dos movimento gay sugere que a ação de introdução desse material nas escolas seja realizada sem o conhecimento da população, de modo não democrático. Isto é, ela sugere que o governo, por meio do Ministério da Educação, mandaria o material para as escolas a despeito do que pensam família, Igreja e qualquer grupo social contrário. Ora, mas essa ação é anti-democrática, não é? Ah é, esqueci, é o pessoal do PT e do PSOL. Eles são comunistas e, portanto, anti-democráticos quando interessa à causa.

Famílias do Brasil, estamos vivendo um momento delicado. Precisamos nos mobilizar politicamente. Desde já garanto o apoio possível ao deputado Jair Bolsonaro e seu filho, Carlos Bolsonaro. Mas precisamos de mais lideranças que façam frente a esse grupo de comunistas, que estão pondo em risco a democracia e o bem das famílias do Brasil.

Aos cristãos, contudo, peço mais. Tenham fé! Fé em Nosso Senhor Jesus Cristo e na sua Igreja. Não é possível servir a dois senhores. Acreditem nessa palavra do Evangelho. Compatibilizar cristianismo com políticas comunistas é impossível, sem negar um dos lados. Ignorar essa realidade tem como resultado a morte de inocentes (pelo aborto) ou a morte da sociedade (pelas violações ao direito natural). Não nos calemos diante de tanta violência! Sejamos cristão de verdade!!! Confiemos  na Palavra do Evangelho, de que a Vitória é de Cristo. Mas trabalhemos para que as batalhas também sejam dEle. Seria uma vergonha sem tamanho que, por causa do medo, da preguiça ou vergonha dos cristãos católicos, fossem outros a defender os princípios e valores do Evangelho de Nosso Senhor.

Atenção: As cenas a seguir são impróprias para menores.

[iframe: width=”420″ height=”315″ src=”http://www.youtube.com/embed/Vbk3jmGPxxY” frameborder=”0″ allowfullscreen]

Robson Oliveira

15 comments for “O Governo do PT impõe a Volta do Kit-Gay

  1. Natália Oliveira
    9 de julho de 2012 at 20:02

    Queridos, vocês farão um post sobre os candidatos à prefeito no Rio?

  2. David Gravatá (estudante de Teologia) - membro efetivo do Grupo da Graça.
    3 de julho de 2012 at 13:39

    Chama-nos a atenção os fatos. Uma rádio séria (CBN – Notícias) vincula regularmente um programa no ar a favor de uma “pluralidade sexual”, onde divulga, influencia e bate veemente nos valores familiares, onde os cristãos são chamados em alto tom de fundamentalistas. Há uma campanha no ar a favor de uma certa liberdade sexual, porém sem uso da moral e dos bons costumes.
    O texto do professor Robson revela a manobra estratégica já utilisada pela indrústria do tabaco, a de corromper os mais inocentes (as crianças).
    Em defesa da família, dos bons costumes devemos permanecer.

    Até breve, na medida do possível colocarei meus posts neste site….

    • 16 de julho de 2012 at 23:53

      Volte sempre, David. E vamos ajudar a melhorar o qualidade dos políticos de nossas cidades. Sem medo!

  3. Karina
    28 de junho de 2012 at 14:28

    Professor Robson, dia desses tive a “curiosidade” de ler a pauta de “valores humanos” de uma prefeitura daqui do estado… nada que eu não soubesse, mas arrepia pensar que tudo isso está muito mais próximo de nossas casas do que a gente imagina.

    Outra “magavilha” do governo de nossa PresidentA e nossa Sinistra Apoiadora de Tetas de fora, http://www.gazetadopovo.com.br/saude/conteudo.phtml?tl=1&id=1269836&tit=Pilula-do-dia-seguinte-nao-exigira-mais-receita-no-SUS

    Que o Senhor tenha misericórdia de nós!

    • 28 de junho de 2012 at 19:41

      As coisas estão piorando, Karina. E temos que nos mexer. As coisas podem mudar, mas precisamos nos organizar mais, sem preguiça.

      Obrigado, Karina, por sua colaboração frequente e qualificada.

      Utilize este espaço quando quiser.

  4. Roberta Valle
    26 de junho de 2012 at 17:33

    Robson, e como podemos nos mobilizar, além de negando nossos votos a esses ativistas? Às vezes fico sem saber o que fazer.

    • Roberta Valle
      26 de junho de 2012 at 17:37

      Acrescento que pra mim é um pouco complexo apoiar o Jair Bolsonaro…

    • 27 de junho de 2012 at 18:03

      Roberta, a principal linha de ação é realmente negar os votos a essa corja, mas além de negarmos o nosso voto, devemos ganhar o apoio de nossos convivas, em nossas igrejas e em demais círculos sociais.
      Para o caso dos amigos católicos, devemos utilizar de toda informação que dispomos, e que para muitos deles é desconhecida. O foco que o Robson deu é fundamental: mostrar a cada católico que pudermos que apoiar o socialismo/comunismo não só é perigoso para o país, mas é CONDENADO e PROIBIDO pela Igreja Católica, conforme nossos papas nos vêm dizendo desde Leão XIII, com sua encíclica ‘rerum novarum’.
      Importa exortarmos os católicos à obediência a Deus e à Igreja.

      Em paralelo, devemos apoiar mais e mais os ainda poucos políticos católicos que temos, para que perseverem em seus mandatos e carreiras. E, claro, se possível, engrossemos as fileiras de políticos católicos! Eu já me filiei a partido.

      Paz e Bem

    • 27 de junho de 2012 at 18:05

      Para auxiliar na empreitada de converter votos, vou pedir licença do Robson para fazer propaganda de dois artigos meus escritos com o objetivo de convencer os cristãos de que votar é um dever moral nosso:

      http://oandarilho01.wordpress.com/2012/04/12/o-voto/
      oandarilho01.wordpress.com/2012/06/22/as-pedras-do-tabuleiro-do-jogo-politico/

    • 28 de junho de 2012 at 20:35

      Cara, Roberta. A primeira medida urgente é negar voto a todo custo a esse grupo. Depois, e talvez o mais difícil, olhar com mais carinho para a direita. Todos – eu, você e uma geração inteira – fomos formados na concepção comunista da sociedade, em que ser “de direita” era crime hediondo. Cada vez estou mais à direita, isto é, mais entusiasta das liberdades (de mercado, de opinião, de imprensa, de religião). Se as sociedades comunistas são controladoras, devemos lutar contra todo controle cultural. Além disso, devemos pensar em candidatos que nos representem. E talvez, nós mesmos sejamos os próximos da lista.

      • Roberta Valle
        1 de julho de 2012 at 22:47

        Obrigada! Vou procurar me informar sim!

      • Fabiano Gomes
        6 de julho de 2012 at 09:30

        Robson, tô contigo quando fala das liberdades e do perigo da esquerda. Trabalho em um ambiente que se mostra muito de esquerda e dá pra perceber mesmo toda essa campanha do direita ser hediondo.
        Mas, ao contrário de você, não me vejo tão à direita, também a considero bastante perigosa. A Igreja também se declara bastante contra a forma avassaladora com que o capital é tratado atualmente, e creio ser essa “direita” que se vê por aí grande “reforçadora” desse tipo de ideologia.
        Portanto, o que creio é que a Igreja defenda algo que não é nenhuma coisa nem outra, quase mais como um convite para façamos a diferença, seja diretamente (atuando como políticos) ou atuando de algum outro modo na política, inclusive cobrando de nossos representantes.
        Tanto é que costumo me identificar com algumas pessoas (políticos), mas não com partidos ou ideologias.

        Paz e bem!

        • 6 de julho de 2012 at 13:24

          Mas não sou a favor da concentração de renda, Fabiano. Que cristão seria? Sou a favor das liberdades, todas, e nisso me considero ultradireitista. Quer ser banqueiro? Ok! Quer ser umbandista? Ok! Quer ser vascaíno? Vá com Deus! Mas não queira me impedir de ser católico! Não venha impor limites às liberdades individuais, a não ser por claro risco comum.

          Amigo, é sempre bom ver você por aqui. Apareça mais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *