Os 19 Cardeais de Francisco – parte 2

Continuando os posts com um pouco do perfil dos novos cardeais criados pelo Papa Francisco. Como sempre, tomaremos um tema controverso e a opinião do novo cardeal. Dessa vez traremos o cardeal Vincente Nichols, sobre a ordenação de mulheres.


Vincent Gerard Nichols

Dom Vincent Gerard Card. Nichols

O arcebispo de Westminter, Vincent Nichols, foi um dos que colaborou com Bento XVI na elaboração do Ordinariato Nossa Senhora de Walsingham, preparando o Anglicanorum Coetibus. Um tema delicado entre anglicanos é a ordenação de mulheres, que passou a ser oficial entre eles em 1992. Muitos especialistas dizem que essa foi a gota d’água para grande parte dos fiéis que pediram para voltar à Igreja Católica. Por isso, reveste-se de importância a declaração do agora cardeal Vincent Nichols sobre o sacerdócio feminino. O fato de o repórter que fez a entrevista ridicularizar a resposta do cardeal é um bom sinal:

Inicio perguntando sobre padres-mulheres. Muitos amigos católicos romanos dizem-me não verem nada errado com a ordenação de mulheres – de fato, elas seriam bem-vindas nas igrejas. O arcebispo Nichols tem uma perspectiva diferente – uma que não é meramente antiga mas praticamente da Idade de Bronze em seu pré-feminismo: “Uma compreensão católica do sacerdócio é tão fortemente enraizado nas ações históricas de Jesus e em todos seus antecedentes no lugar do sacrifício na vida. E essas coisas… elas estão enraizadas no papel do homem. Você sabe, em alguns sentidos, a tradição do celibato vem da tribo de Levi e, certamente, sacrifício e noção de sacrifício. No Antigo Testamento, o sacrifício de sangue era para um homem realizar. Não para uma mulher, que dá a vida”.

I begin by asking about women priests. Many Roman Catholic friends tell me they see nothing wrong with the ordination of women – indeed, that they would welcome it in their church. Archbishop Nichols takes a rather different view – one that is not merely old-fashioned but practically Bronze Age in its pre-feminism: “A Catholic understanding of priesthood is so strongly rooted in the historic actions of Jesus and in all their antecedents in the place of sacrifice in life. And those things … they are rooted to the role of the man. You know, in some ways, the celibacy tradition goes back to the tribe of Levi and, certainly, sacrifice and the notion of sacrifice. In the Old Testament, the shedding of blood was for a man to perform. It was not for the woman, who gave life”.

Esse é um dos 19 novos cardeais escolhidos pelo Papa Francisco, o Papa Pobre. Que eles imitem seu irmão na caridade e verdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *