Pérolas de Sakamoto I, o Belo – Parte I

Sakamoto I, o Belo, acha que o planeta está aquecendo. É de conhecimento comum que Sakamoto I, o Belo, sabe que Deus não existe. Mas daí a determinar que o planeta está aquecendo por causa da ação humana, “pera lá”! Saber de teologia ele pode, afinal é Sakamoto, mas de climatologia também??? Veja o que escreveu em setembro de 2013:

Nossa sociedade não evoluiu pensando em um plano B e agora que ajustamos o termostato do planeta para a posição “Gratinar os Consumistas Lentamente” ficamos nos debatendo com discursos mequetrefes de que a economia não pode pagar pelas necessárias mudanças no modelo de desenvolvimento pela qual passa a solução. E, ainda por cima, alguns perus e frangos acham que o forno não está ligado e clamam pelo direito de continuar poluindo. Não só está ligado como em contagem regressiva.

[…]

Alguns consideram que a avaliação de Rajendra é pessimista. Eu não. Há indícios suficientes de que a vaca já foi para o brejo. Dá um nó na garganta saber que as próximas gerações irão falar de nós entre os dentes. Não porque fomos a única geração responsável pelas altas concentrações de CO2 na atmosfera. Mas porque sabíamos disso e não fizemos o necessário – Fonte.

Bem, Sakamoto I além de ser brilhante em teologia, pois sabe que Deus não existe e prova a todos que são de sua altura intelectual, é também doutor em sociologia. Mas não seria prudente um doutor em sociologia e uma sumidade teológica perguntar a alguém da área, um climatologista por exemplo, se a Terra está aquecendo de verdade por causa da ação humana? Afinal, se Sakamoto sabe que Deus não existe, ele tem de saber coisas mais simples, como o destino do clima, não é? Mas… se ele não sabe nada sobre assuntos mais simples, como sobre o clima, por que teria conhecimento de temas mais complexos como a existência ou a natureza divina?

Dica para Sua Sumidade: não nos faça ter vergonha alheia, dê uma olhadinha nesses posts: http://humanitatis.net/?p=8518 e http://humanitatis.net/?tag=climategate. Talvez ache instrutivo!

Robson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *