Segunda-feira de Cinzas

11 de fevereiro de 2013, Festa de Nossa Senhora de Lourdes

Dia 11 de fevereiro de 2013, Festa de Nossa Senhora de Lourdes. Nesta segunda-feira de carnaval, as cinzas foram antecipadas pelo anúncio da renúncia do Papa Bento XVI ao Trono de Pedro. O mundo ficou atônito diante de mais esse testemunho de fé e de desprendimento desse homem de Deus.

No dia em que se comemora um dos mais luminosos e surpreendentes eventos do cristianismo recente, pois os milagres que ocorrem em Lourdes até hoje não completaram ainda 200 anos (a primeira aparição foi em 1858), o Papa Bento relembra aos cristãos a mensagem mais loquaz de Lourdes: o Senhorio de Deus sobre a Igreja e sobre o mundo. Lourdes é testemunho vivo do poder de Deus hoje. Apesar dos avanços tecnológicos, científicos e médicos, Lourdes lembra-nos: há algo que ultrapassa esse mundo, há Alguém que ultrapassa e comanda a história. Entendo que , com sua renúncia, o Papa Bento XVI faz questão de recordar aos católicos do mundo inteiro essa verdade: não temam! Sim, é verdade que Pedro é o comandante da Nau, mas o Senhor dos Mares é Deus!

A Virgem de Lourdes, que assombrou e ainda assombra o mundo com inesgotáveis milagres, ensine-nos a ver por detrás da trama da história humana os desígnios de um Deus que é Pai Amoroso e que não desampara. Que o Papa Bento XVI termine seu pontificado em 28 de fevereiro próximo como começou: sendo sinal de Deus para os cristãos de todo mundo.

Daquela Segunda-feira de Cinzas, cheia de dor e temor, vislumbremos a Páscoa Derradeira, onde não haverá mais choro, nem tristeza.

1 comment for “Segunda-feira de Cinzas

  1. Amaro Helio
    19 de fevereiro de 2013 at 15:52

    Realmente naquele dia fiquei, até entender direito o ocorrido, fiquei um pouco sem chão. Talvez nao pelo fato da renuncia, pois é um direito canônico, mas com certeza é pelos alguns dismando dentro de nossa própria igreja, nao por culpa do diretor espiritual mas sim de nos mesmo que as vezes esquecemos os verdadeiros valores de ser um cristão.
    Tomemos cuidado pelas ilhas que as vezes se criam dentro de uma paróquia, pois é isso que as vezes afasta um iniciante a caminhada ao verdadeiro caminho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *