Sergei Casper: as mentiras a respeito da Ideologia de Gênero

O pessoal que defende a Ideologia de Gênero (IG) faz de tudo para provar que há uma violência especial contra homossexuais. Já vimos que isso é muito difícil justamente porque, no Brasil, não existem dados que comprovem essa prevalência. Antes, membros do movimento gay internacional garantem que muitas notícias produzidas por eles são HOAX, isto é, notícias falsas para mover a opinião pública a seu favor.

Há 2 meses, blogs pró-IG têm espalhado a falsa notícia de que um menino, Sergei Casper, 17 anos, foi morto por motivos de homofobia durante uma aula num instituto politécnico. Divulgam a notícia como se tivesse sido recente, para produzir empatia entre os leitores e a causa deles. A verdade é que a morte de Sergei Casper aconteceu em 2014 e, segundo seus amigos, nada sugere que tenha sido morto por causa de suas preferências sexuais. Ele fazia performances, gostava de arte e era muito querido por seus amigos, embora fosse perseguido nessa escola nova. Mas nada indica que a morte tenha sido motiva por homofobia.

Cenas fortes: cuidado!

Para os defensores da IG, pouco importa a morte do adolescente Sergei Casper. Eles querem um bode expiatório, alguém que justifique o blábláblá vitimista. Por isso, eles não dizem que Sergei não era gay. Interessa-lhes o vitimismo para sua causa torpe.

Robson Oliveira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *