Última semana do Pontificado de Bento XVI – III

Esses dias têm sido muito duros para os que amamos Nosso Senhor Jesus Cristo: deboche da Igreja, menosprezo de Bento XVI, ridicularização dos cristãos. Pulularam piadas nesses dias sobre o fim da Igreja, sobre o esvaziamento das comunidades, sobre a crise de fé dos católicos por causa da renúncia do papa. Mas a alegria dos inimigos de Cristo, assim como nossa orfandade, tem dia para acabar. Bento XVI se aposenta, mas o papado não.

Papa Bento XVI

 

Os que riem agora, dizendo que o papa Bento XVI “arregou“, esses que zombam da dificuldade de um homem de 85 anos, com marca-passo, vindo de uma cirurgia cardíaca recente, dores na perna e uma saúde nada invejável, os que riem disso, esses esquecem que o papa permanece. Bento XVI se aposenta, mas o papa permanece; Bento XVI, esse senhor abatido pelo peso de sua missão, esse teórico espetacular, esse teólogo brilhante, esse cristão humilde, esse se aposenta. Mas outro virá. Eis o mistério do papado! Outro papa virá para guiar os cristãos, outro Pescador virá para guiar a Barca de Pedro pelas águas conturbadas da história.

A existência de um homem que se autodenomine papa indaga profundamente cada ser humano: é possível que um de nós, um homem como nós, seja Vicarius Christi – Vigário de Cristo? Se há um papa, então eu devo me decidir. Que esse papa seja Bento ou João Paulo, isso é irrelevante. Mas para tristeza dos inimigos da Cruz de Cristo, a Igreja não ficará órfã. Bento XVI se vai, mas o papado continua. E a Barca continuará navegando, até o dia da Parusia…

Muito obrigado, Bento XVI!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *