Categoria: Biblioteca de Citações

Anne-Jorunn Berg – Casa Inteligente

Casa Inteligente Anne-Jorunn Berg  “There is a crucial difference between a house and a home. It is women, in the main, whose work and skills make the former into the latter. Decor and style have no place in these prototypes. The smart house is no home” “Há uma diferença crucial entre uma casa e um lar. São as mulheres, em geral, cujo trabalho e habiidade fazem a primeira tornar-se na última. Decoração e estilo  não tem lugar nesses protótipos (de casa…

Pe. Demétrio Gomes – Direito Canônico e Lutero

Direito Canônico e Lutero Pe. Demétrio Gomes “Significativo neste sentido é o gesto simbólico de Lutero, que queimou em 1520, junto à Bula pontifícia do Papa Leão X que o condenava (“Exsurge Domine”), uma cópia do Corpus Iuris Canonici. A batalha de Lutero contra a Igreja de Roma era precisamente uma batalha em boa parte contra o direito canônico. Ele estava convencido de que se a Igreja de Roma, tal como foi corrompida pelos homens – que, em sua concepção,…

Joseph Ratzinger – Deus e Felicidade

Deus e Felicidade Joseph Ratzinger “Queremos um céu na terra, esperamos e exigimos tudo dela, desta vida e desta sociedade. E na medida em que queremos extrair o infinito do finito, destroçamos a terra e tornamos impossível a convivência numa sociedade ordenada, porque os outros nos parecem obstáculos ou ameaças, já que tiram da vida e do mundo um pedaço que no fundo queremos para nós mesmos” Fonte: RATZINGER, Joseph. Homilias sobre os santos. São Paulo: Quadrante, 2007, p.21.

Arthur Schopenhauer – Representações Sensíveis

Representações Sensíveis Arthur Schopenhauer Os animais não são capazes senão de “representações sensíveis, não conhecendo senão quando cai imediatamente sob os seus sentidos, vivendo sempre e ùnicamente no círculo restrito do momento presente” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 98.

G. K. Chesterton – Vícios e Virtudes

Vícios e Virtudes G. K. Chesterton “Ouvimos o sentimental convicto, que fala como se não houvesse problema algum: como se a benevolência física curasse tudo: como se fosse necessário simplesmente dar tapinhas na cabeça de Nero ou afagar Ivan o Terrível. Essa crença simples do humanitarismo físico não é sentimental: é simplesmente arrogante. Pois se o conforto leva os homens à virtude, as classes confortáveis deveriam ser virtuosas – o que é absurdo. Em seguida, ouvimos o sentimental do tipo…

Josef Pieper – Prudência

Prudência Josef Pieper “Devemos todavia acautelar-nos contra o erro de pensar que aqui se proclama a primazia da prudência natural e ‘adquirida’ sobre a prudência sobrenatural e ‘infusa’; o que se afirma é a primazia da prudência ‘mais perfeita’, na qual o natural e o sobrenatural, o adquirido e o doado se fundem numa síntese mais fecunda e, no sentido literal, mais cheia de graça” Fonte: PIEPER, Josef. Virtudes Fundamentais. Lisboa: Aster, 19??, p. 24.