A Presidente Dilma e os Supercidadãos

Jornal do Brasil publicou o texto A Presidente Dilma e os Supercidadãos, de um articulista do Site Humanitatis. Espero que gostem e que divulguem entre seus amigos e familiares. Eis um extrato:

[…] Um famoso professor (ou alguém se fazendo passar por ele) cometeu o crime de incitação à violência em uma rede social, ao desejar que uma apresentadora de telejornal fosse violentada sexualmente em 2014. Depois de seu desejo tomar proporções inesperadas, o provocador deu entrevistas argumentando que é “um mero professor”, como se a profissão o permitisse – ou quem se faz passar por ele – dizer e incitar o que quiser, mesmo aquilo que é penalmente punido numa democracia, sem que com isso responda em juízo.

Algo semelhante aconteceu com um famoso grupo de humoristas, que fez chacota do objeto de fé de milhões de brasileiros na internet. Depois de o vídeo alcançar o desejado sucesso, a polêmica provocada resultará em petição pública contra o grupo, movida por cidadãos que se sentiram ofendidos. O fato de a ofensa à fé das pessoas ter sido realizada por um grupo de humoristas não torna a ofensa menos grave. Em uma democracia, humoristas não têm salvo conduto para pisotear a Constituição Federal ou o Código Penal […].

Luz

Para ler a íntegra, vejam aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *