Adeus a Dom Eugênio de Araújo Sales

Dom Eugênio de Araújo Sales

Para tristeza da Igreja Militante, deixou-nos ontem (10/07) o Cardeal Emérito do Rio de Janeiro, Dom Eugênio de Araújo Sales.  O amado pastor morreu em casa, durante a noite.

No leme da Igreja da cidade do Rio de Janeiro por três décadas, fez crescer a Messe do Senhor a olhos vistos. Criou institutos de formação eclesial e laical; com Dom Estêvão Bittencourt, não mediu esforços para criar um grupo de leigos forte, bem formado, capaz de olhar nos olhos da sociedade carioca e dar resposta adequadas e convincentes. Dom Eugênio criou um dos seminários mais renomados do Brasil, que hoje conta com mais de 100 seminaristas, entre o primeiro e o último ano de teologia.

No campo doutrinário, sempre se submeteu e submeteu os seus próximos ao Magistério da Igreja. É famosa a legenda de que, sempre após escrever seus artigos e reflexões, solicitava que Dom Estêvão Bettencourt corrigisse caso algum erro de doutrina estivesse escondido nas entrelinhas.

Para surpresa dos ignorantes, também foi um exemplo de caridade com os pobres e desvalidos. Recentemente, o Pe. Paulo Ricardo revelou que o Cardeal possuía uma relíquia do Papa Paulo VI, em que se podia ler o que pensava este Papa do Cardeal: “Caro amigo”.

A Igreja Militante perde seu mais antigo Cardeal; a Igreja Triunfante, no entanto, pode ter recebido um membro insigne. Que Deus receba este fiel trabalhador da Messe, esse Sacerdote Fiel. E que suas preces tornem essa terra de São Sebastião do Rio de Janeiro mais cristã e, portanto, mais humana.

Requiem aeternam dona ei, domine,
et lux perpetua luceat ei.

Requiescat in Pace,
Amen.

Robson Oliveira

4 comments for “Adeus a Dom Eugênio de Araújo Sales

  1. Zaíra
    14 de julho de 2012 at 19:49

    Ele tinha jeito de ser da Gestapo, mas ao contrário segurou uma barra durante a ditadura militar. Ficou lisonjeado e agradeceu quando disseram que ele era cópia do Papa.Deixemos o julgamento para Deus. Que Ele o tenha.

    • 14 de julho de 2012 at 20:03

      Zaíra, ele era um homem espetacular! No silêncio, salvou alguns milhares da morte na América Latina, enquanto a esquerda brasileira o acusava de conservador. Eu quero ser conservador como ele!

  2. Luciana Hilario
    11 de julho de 2012 at 16:52

    Ganhamos mais um intercessor no céu!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *