Babilônia.com.br – Pe. Eduardo Braga (Pe. Dudu)

Comentário: Pe. Dudu escreve sobre a nova pérola da pátria educadora: mais uma novela da Globo. O que mais me incomoda nisso tudo é saber que não poucos cristãos, ao invés de investirem na própria formação com bons livros e filmes, se dispõem a ver essas porcarias diariamente em suas casas.


Babilônia.com.br

Infelizmente mentes ímpias querem ressuscitar Babilônia! Agora made in Brasil!  O nome desta famosa cidade bíblica se refere também à torre de Babel. Em Babilônia havia cinquenta e três templos pagãos onde perdurava o sincretismo. Sob o comando de Nabucodonosor (uma espécie de Hitler da época) Babilônia destruiu a Cidade Santa de Jerusalém em 597 a.C.

Grosso modo, pensando no Apocalipse, este título faz referência à prostituição, entendida com seus crimes e pecados cometidos contra Deus e seus filhos. O próprio livro explica o significado secreto de Babilônia: “A grande Babilônia, mãe de todas as prostitutas e de todas as pessoas imorais do mundo” ( Ap 17, 5).

O que dizer de duas senhoras de oitenta e seis anos se beijando? Babilônia!

Cenas casuais de sexo e assassinato? Babilônia!

Golpe do baú e traição? Babilônia!

Triangulo amoroso e prostituta de luxo? Babilônia!

Público pronto? Tratar com naturalidade? Espaço para o amor? Romance sério? Noite feliz? Beijo gay de terceira idade? Não! Isto não pode ser amor nem aqui nem no inferno! Felicidade? Jamais! Romance? Decadência! Naturalidade? Monstruosidade! Que público? Espaço? Nos nossos lares? Só quem for conivente e babilônico! Somente daqueles que já transformaram suas igrejas domésticas e santuários da vida em torres de babel! De fato, este é outro golpe baixo do baú do diabo que vem com toda sujeira, corrupção e decadência do mal deste mundo jogando na sala da tua casa, na tua cara e na cara dos teus filhos. Que decadência, católico! Que decadência, evangélico! Que decadência, homem e mulher de boa índole!

Em um momento tão crítico da história deste país, Babilônia e Big Brother não podem nos trazer luz, paz e esperança. Desperta povo! Deus destruiu Babilônia! Não permita que ela seja levantada com o material e mão de obra do Brasil! Não precisamos de Babilônia! Queremos Jerusalém! Queremos ordem e progresso! Queremos Deus e os valores autênticos e imortais! Queremos o amor e a paz! Queremos a segurança, o respeito e a prosperidade completa!

Unidos pelo Avivamento da nova Jerusalém e pela destruição da nova Babilônia!

Pe. Dudu

18 comments for “Babilônia.com.br – Pe. Eduardo Braga (Pe. Dudu)

  1. Juarez
    25 de Março de 2015 at 01:46

    “Este povo me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim.
    Marcos 7:6

  2. Juarez
    25 de Março de 2015 at 01:42

    Lucas 16:15 “E ele lhes disse: Vós sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece os vossos corações; porque o que entre os homens é elevado, perante Deus é abominação.”

  3. Juarez
    25 de Março de 2015 at 01:39

    Sei que muitas das vezes pessoas procuram novelas e ou Big Brothers da vida para tentar fugir das noticias que a toda hora escultam nas reportagens: de que fulano roubou, beltrano matou, um morreu degolado, marido bate na mulher, pai sequestra filho, roubos….. roubos…..etc. etc. etc.. Não vejo de nossa parte criticas de que os políticos estão ensinando nossas crianças a roubar o quê não é nosso. Senhor Padre Eduardo seria também de muito agrado uma critica para os nos políticos. Pois vejo que a Babilônia também está sendo ressuscitada no cenário politico de nosso pais.
    Critico e indago ao nosso Padre Eduardo Qual seria também o papel da nossa igreja, diante de uma vergonha como essa de roubalheiras politica, mentiras lançadas ao povo? Ao mesmo tempo em que criticamos uma novela ou um outro programa. Esquecemos das enganações dos políticos.
    Seria também interessante um texto como titulo Babilônia brasileira II. Qual seria sua lição de moral para eles senhor Padre?

    • 25 de Março de 2015 at 12:39

      Essa eu respondo!

      Bem, senhor Juarez, não há no Brasil outra instituição tão crítica do governo atual do que a Igreja Católica. E digo mais: não há cidadãos mais dispostos a escrever e denunciar os desmandos e roubos do que nós, católicos. Uma busca simples nesse blog trará muito mais de uma dezena de textos sobre política nesses últimos meses.

      http://humanitatis.net/tag/politica

      Abraço e seja bem-vindo!

  4. marco
    24 de Março de 2015 at 16:40

    Sim!! Sem falar em todas essas novelas com mulheres nuas e cenas de sexo!
    Quem acha que o problema é Babilônia se esquece de novelas e mini séries cheias de cenas de mulheres correndo peladas!!!

    o corpo da mulher não tem valor a muito tempo em nossa televisão brasileira, mas ninguem dizia nada
    já é hora do basta

    ou aquela novela onde no céu não tinha negros!!! como isso?? céu sem negros?!?!

  5. RAIMUNDO CESAR FARIAS ALELUIA
    24 de Março de 2015 at 10:05

    AS CRÍTICAS SÃO TODAS PERTINENTE E NÃO VEJO NENHUM DESSES PROGRAMAS, PREFERINDO MUDAR O CANAL, DESLIGAR O TELEVISOR OU SIMPLESMENTE SAIR OU DORMIR. AGORA DURANTE A SANTA MISSA QUE É TRANSMITIDA AOS DOMINGOS PELA GLOBO, BEM QUE OS CELEBRANTES PODERIAM TOCAR NESSA FERIDA!

  6. VÂNIA QUARESMA
    23 de Março de 2015 at 10:45

    MARAVILHA, Pe. Dudu! Não era necessário ver nem a propaganda para saber qual seria a proposta de uma novela da globo chamada Babilônia. Agora acho que até Roberto marinho, o pai desta cobra, está se revirando no túmulo. Sua criação está se saindo mais horrenda do que nem ele foi capaz de imaginar. E, Jairo, que parte você está fazendo mesmo…?

    • marco
      24 de Março de 2015 at 16:45

      Não acho que ele está se virando não!!!

      não lembra da Diadorim?!?
      O Toni ramos que gostava de um “homem” em Grande Sertão Veredas!!??!?!?

      isso tem muito tempo gente!!
      só agora que todos tem olhos?!?!?

  7. maria eleniusa nunes da silva
    22 de Março de 2015 at 20:49

    É isso mesmo caros colegas, infelizmente os valores estão invertidos, cabe cada um de nós cuidarmos da nossa família e não deixarmos que esses que se dizem intelectuais e modernos, invadirem nossas casas com essas porcarias.

  8. Ester
    22 de Março de 2015 at 17:26

    Precisamos nos unir para combater essas imoralidades e contra-valores que a Globo insiste em impor às famílias brasileiras. Se você quer construir uma família ajustada, com um mínimo de TEMOR a Deus não pode permitir esse tipo de coisa. É por isso que a nossa nação está como está.

  9. Mary Jane
    22 de Março de 2015 at 15:37

    Padre, li toda a veracidade do d seu texto. Acredito na sinceridade do seu coração, é um momento de grande reflexão. Gostaria muito q todos tivessem o entendimento para ler o q o Sr publicou. Vejo q Cristo Jesus verdadeiramente habita em seu ser.

  10. Mary Jane
    22 de Março de 2015 at 15:27

    Padre, li toda a veracidade do d seu texto. Acredito na sinceridade do seu coração, é um momento de grande reflexão. Gostaria muito q todos tivessem o entendimento para ler o q o Sr publicou. Vejo q Cristo Jesus verdadeiramente

  11. Maria do Socorro Suassuna
    22 de Março de 2015 at 12:48

    Na minha casa não assistimos porcarias iguais ou semelhantes ao Big Brother e Babilônia.

  12. Jairo
    20 de Março de 2015 at 10:41

    O mundo está como está é a Igreja deu também sua contribuição para isto com o Concílio do Vaticano II!

    • 20 de Março de 2015 at 12:22

      Discordo de você, Jairo.

      • Marcelo
        22 de Março de 2015 at 11:57

        Também discordo de você, Jairo!

  13. Marco
    20 de Março de 2015 at 08:50

    As pessoas estão esquecendo de Deus aqui em casa não vemos nem Big Brother nem Babilônia r

    • Sebastião
      22 de Março de 2015 at 14:16

      A Biblia diz que tudo é lícito mas nem tudo convém… Nem tudo edifica.

      Em minha casa temos nos esforçado para ler, ouvir, ver… Aquilo que nos edifica. A programação da rede globo, em sua grande maioria, não são dignas de pessoas de boas índoles.

      Concordo com você Marco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *