Boa notícia: por ação de Jair Bolsonaro, Lei da Palmada será votada no Plenário da Câmara dos Deputados

Comentário: o Projeto de Lei 8069, apelidado de Lei da Palmada, configura uma etapa da paulatina intromissão do governo socialista do PT na vida de seus cidadãos, violando direitos fundamentais de cada ser humano. Nenhum pai ou mãe deve pedir licença para corrigir seus filhos – inclusive com penas físicas, obviamente, proporcionais a cada indivíduo. Em outro lugar já denunciamos o que está por detrás dessa aparente inofensa lei. Não é razoável que um governo que trabalha dia e noite para matar crianças no seio materno através da universalização do aborto, de repente se torne solidário e atencioso com crianças que já nasceram. Que milagre é esse que faz com que pessoas que são cruelmente frias com umas crianças, apareçam como defensoras de outras? O motivo me parece claro: diminuir a força dos pais na formação dos filhos. Aliás, tática utilizada nas Farc’s, em Cuba e na antiga URSS.


Boa, Bolsonaro!

Fonte: Julio Severo

Acordo entre governo e bancada evangélica estipulava que o projeto de “Lei da Palmada”, com todas as suas ameaças aos pais e mães do Brasil, deveria ir diretamente para o Senado, depois da aprovação na Comissão Especial da Câmara dos Deputados, numa votação que desrespeitou a maioria dos pais e mães do Brasil, contrários a essa invasão dos direitos dos pais.

A votação em plenário não garante que os direitos dos pais serão respeitados, mas ali, com todos os deputados votando, fica mais fácil os pais e mães se mobilizarem e pressionarem os deputados que estão ali para representar seus interesses.
Com a ação de Bolsonaro, ganhamos tempo. Agora é nossa vez de agir e fazer contato com os deputados exigindo um “NÃO” ao projeto de Lei da Palmada, que é de interesse do governo, mas prejuízo dos direitos dos pais e a relação pais e filhos.
Vamos, pois, aproveitar esse nobre esforço do Dep. Bolsonaro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *