Caminho Neocatecumenal – Sacerdotes e Famílias evangelizando nas praças do mundo inteiro

O Caminho Neocatecumenal está espalhado pelo mundo inteiro: no Velho Continente, nas Américas, na África e em todo o mundo. Seu fundador, Kiko Argüello, sofreu e sofre as mesmas desconfianças que sofreram fundadores de comunidades, como São José Maria Escrivá, seu conterrâneo, e Chiara Lubich. Depois da Itália, o Brasil é o país com o maior número de comunidades, segundo dados não oficiais.

A maior parte da resistência às comunidades decorre de um lado, do tom demasiado relativista que parece nascer de suas células; de outro, e de modo surpreendente, de sua fidelidade a toda prova ao Evangelho. Assim, é possível ouvir de um sacerdote que ele não receberá uma comunidade neocatecumenal em sua paróquia por ser “radical demais”, enquanto outro negará a instalação da mesma comunidade pela razão inversa, por ser “moderna demais”. Não é curioso que o mesmo movimento gere preconceitos tão diversos? Em tudo permanece o Princípio de Gamaliel (cf. At 5, 34ss): urge evitar que, demasiadamente apegado às próprias opiniões, aconteça que guerreemos contra o próprio Deus, colocando-nos do lado dos seus inimigos.

Que venha a JMJ 2013!!!

Sacerdote e famílias do Caminho Neocatecumenal – Evangelizando em 100 praças

 

Veja mais fotos de jovens, crianças e adultos indo a praças, tendo às mãos megafone e ícone da Virgem Santíssima, para pregar o Evangelho de Nosso Senhor: Grande Missão – 100 praças em Roma e no Mundo

3 comments for “Caminho Neocatecumenal – Sacerdotes e Famílias evangelizando nas praças do mundo inteiro

  1. rakyva
    4 de fevereiro de 2014 at 11:07

    Vade retro satanás! Os “kikos” são os profanadores actuais da Santa Igreja Católica com o beneplácio de alguns bispos e sacerdotes. Trazem cultos judaico-prostestante e deificação de fundadores. Valha-nos Deus e a Virgem Maria!

    • 4 de fevereiro de 2014 at 12:08

      Não tenho certeza disso…

    • sandra
      22 de abril de 2014 at 09:56

      Os kikos como vc diz são uma bênção para a igreja católica, acredite,,,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *