Primeira Missa Tridentina na Canção Nova

Dia 15 de julho de 2012 ficará marcado como dia em que a primeira Missa Tridentina foi celebrada na Canção Nova. O Pe. Demétrio Gomes, da Arquidiocese de Niterói-RJ, foi quem celebrou-a. Abaixo a foto do altar, minutos antes da celebração do Santo Sacrifício Eucarístico.

Altar preparado para a celebração da Missa em Rito Extraordinário

O Pe. Demétrio Gomes dará formação para os membros da Canção Nova durante toda a semana.

Robson Oliveira

7 comments for “Primeira Missa Tridentina na Canção Nova

  1. cassia
    10 de agosto de 2012 at 20:08

    amo a canção nova, amo a Igreja, mas sinceramente com minha debil inteligencia, fico a pensar: no ano em que o concilio vaticano II comemora seus 50 anos, onde celebramos grande abertura da Igreja ao mundo moderno e a alegria da missa na lingua vernácula,voltarmos a celebra-la em latim???? sinceramente não entendo!!! meu Deus. será que vamos ter que aprender latim ou vamos ter voltar a rezar o terço enquanto assistimos à missa? me perdoem ,mas acho isso bastante estranho. E NUM MEIO DE COMUNICAÇÃO COMO A CANÇAO NOVA, NÃO VEJO NENHUM SENTIDO.

    • David Gravatá (estudante)
      11 de agosto de 2012 at 01:45

      As respostas talvez estejam no documento da Igreja Summorum Pontificum – Carta apóstólica de Bento XVI sob forma de Motu Proprio – Sobre o uso da Liturgia Romana anterior à reforma realizada em 1970.
      Após Consistório de 23 de Março de 2006, o Santo Padre após ter avaliado exaustivamente pedidos dos fiéis e dos Padres Cardeais, invocando o Espírito Santo e pondo a confiança no auxílio de Deus estabeleceu que:
      “Art 1: O Missal Romano promulgado por Paulo VI é a expressão ordinária da Lex Orandi da Igreja Católica de rito latino. Contudo, o Missal Romano promulgado por São Pio V (Concílio de Trento)e problicado novamente pelo Bem-aventurado João XXIII em 1962 deve ser considerado como expressão extraordinária da mesma Lex orandi da Igreja e, em razão do seu venerável e antigo uso, goze da devida honra. Estas duas expressões da Lex orandi da Igreja não levarão de forma alguma a uma divisão da Lex credendi da Igreja; são de fato, dois usos do único Rito Romano.
      Portanto, é lícito celebrar o Sacrifício da Missa segundo a edição típica do Missal Romano pronulgado pelo Bem-aventurado João XXIII em 1962, e nunca ab-rogada, como forma extraordinária da Liturgia da Igreja. (…)”
      Talvez isso responda a teu questionamento.
      Que Deus nos abençoe.

  2. Patrícia
    23 de julho de 2012 at 01:07

    Muuuito bom saber que estão celebrando essa missa na Canção Nova também. Um meio de comunicação muito amplo que agora pode levar a desconhecidos algo que sempre esteve ali e muitos nem ao menos sabem!

    Daqui a pouco vocês terão que fazer sempre!
    Vou rezar por isso! Salve Maria.

  3. Rosa maria
    19 de julho de 2012 at 20:10

    meus parabens, e que a missa tridentina se espalhe pelo mundo inteiro.

  4. 16 de julho de 2012 at 04:33

    parabéns a coragem do Sr. Pe.Demetrio e da Cançao Nova. Valeu a pena ter me associado a ela. Que Deus os abençoe.

  5. Teresinha
    15 de julho de 2012 at 21:46

    Que maravilhoso, agora sim, parabéns Canção Nova. Deus abençoe e que continuem assim.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *