Tag Archive for Ética

G. K. Chesterton – Direito à Guerra

icon_hum

Direito à Guerra G. K. Chesterton “É exato não haver, como imaginam os pacifistas e os tolos, a menor inconsistência entre amar os homens e ao mesmo tempo guerreá-los, se a guerra se faz com lealdade e por uma causa boa”. Fonte: CHESTERTON, G. K. São Francisco de Assis. Campinas: Ecclesiae, 2014, p. 39.  

Papa Francisco – Ideologia de Gênero

icon_hum

Ideologia de Gênero Papa Francisco “Bento XVI dizia que existe uma «ecologia do homem», porque «também o homem possui uma natureza, que deve respeitar e não pode manipular como lhe apetece»…. é preciso reconhecer que o nosso corpo nos põe em relação directa com o meio ambiente e com os outros seres vivos. A aceitação do próprio corpo como dom de Deus é necessária para acolher e aceitar o mundo inteiro como dom do Pai e casa comum; pelo contrário, uma lógica de domínio sobre o próprio corpo transforma-se numa lógica, por vezes subtil, de domínio sobre a criação. Aprender…

Papa Francisco – Ecolatria eDignidade Humana

icon_hum

Ecolatria e Dignidade Humana Papa Francisco “Além disso, é preocupante constatar que alguns movimentos ecologistas defendem a integridade do meio ambiente e, com razão, reclamam a imposição de determinados limites à pesquisa científica, mas não aplicam estes mesmos princípios à vida humana. Muitas vezes justifica-se que se ultrapassem todos os limites, quando se faz experiências com embriões humanos vivos. Esquece-se que o valor inalienável do ser humano é independente do seu grau de desenvolvimento”. Fonte: PAPA FRANCISCO. Louvado Seja, 136.

Papa Francisco – Família e Cultura da Morte

icon_hum

Família e Cultura da Morte Papa Francisco “Vários são os âmbitos educativos: a escola, a família, os meios de comunicação, a catequese, e outros. Uma boa educação escolar em tenra idade coloca sementes que podem produzir efeitos durante toda a vida. Mas, quero salientar a importância central da família, porque «é o lugar onde a vida, dom de Deus, pode ser convenientemente acolhida e protegida contra os múltiplos ataques a que está exposta, e pode desenvolver-se segundo as exigências de um crescimento humano autêntico. Contra a denominada cultura da morte, a família constitui a sede da cultura da vida»”. Fonte: PAPA…

Arthur Schopenhauer – Instinto de Autopreservação

icon_hum

Instinto de Autopreservação Arthur Schopenhauer Para o filósofo, esse é “o mais poderoso entre todos os motivos, na ordem natural, o instintivo amor à vida” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 35.

Hans-Georg Gadamer – Ética

icon_hum

Ética Hans-Georg Gadamer “‘Ethos’ é, em primeiro lugar, apenas o hábito que se torna uma segunda natureza” Fonte: GADAMER, Hans-Georg. Elogio da Teoria. Lisboa: Ediçõe 70, 2001, p. 15.

Francisco José de Almeida – Ordem e Vida Familiar

icon_hum

Ordem e Vida Familiar Francisco José de Almeida “Gente que atribui ao excesso de trabalho uma certa justificativa para cumprir pela metade os seus deveres familiares é o mais comum. É uma fraca consolação pensar que afinal, se se volta tarde do trabalho, se se reduz o tempo dedicado à mulher ou marido e aos filhos num fim de semana por causa dos compromissos profissionais, é porque se trabalha para levar avante a família. Mais do que nunca, é neste caso que o fim não justifica os meios. Tanto o carinho que se deve ao outro cônjuge como o acompanhamento…

Arthur Schopenhauer – Liberdade Física

icon_hum

Liberdade Física Arthur Schopenhauer Liberdade física “é a ausência de qualquer obstáculo de natureza material” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 30.

Adotados por homossexuais agradecem Dolce e Gabbana por sua defesa da família composta por pai e mãe

icon_hum

Comentário: quem teria maior autoridade para falar sobre crianças adotadas por duplas homossexuais  do que essas mesmas crianças? Pois bem, 6 pessoas vieram a público defender Dolce e Gabbana por sua defesa da família. Eles dizem que “todo ser humano tem uma mãe e um pai, e cortar isso da vida de uma criança significa roubar a sua dignidade“. Quem teria coragem de contestar essas vidas de sofrimento e alheamento? Ou quem irá acusar os estilistas de homofóbicos? Adotados por homossexuais agradecem Dolce e Gabbana por sua defesa da família composta por pai e mãe Stefano Gabbana e Domenico Dolce /…

Duas solidões contemporâneas

Luz

Mais um artigo de um membro do apostolado do Site Humanitatis foi publicado pela Gazeta do Povo. Dessa vez, o assunto é o deserto que cerca os homens que procuram resistir ao fácil, ao desonesto, ao imoral. Há uma verdadeira caça às bruxas: os honestos são achincalhados, ridicularizados, menosprezados. Eis um extrato de Duas solidões contemporâneas: O Brasil testemunha o surgimento de uma solidão específica: a solidão do homem honesto. Diferentemente da solidão do anacoreta cibernético, que escolhe alhear-se do mundo à sua volta, esse exílio é imposto aos homens por seus coetâneos. Trata-se do sentimento de que, diante das constantes…