Tag Archive for Ética

Arthur Schopenhauer – Instinto de Autopreservação

icon_hum

Instinto de Autopreservação Arthur Schopenhauer Para o filósofo, esse é “o mais poderoso entre todos os motivos, na ordem natural, o instintivo amor à vida” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 35.

Hans-Georg Gadamer – Ética

icon_hum

Ética Hans-Georg Gadamer “‘Ethos’ é, em primeiro lugar, apenas o hábito que se torna uma segunda natureza” Fonte: GADAMER, Hans-Georg. Elogio da Teoria. Lisboa: Ediçõe 70, 2001, p. 15.

Francisco José de Almeida – Ordem e Vida Familiar

icon_hum

Ordem e Vida Familiar Francisco José de Almeida “Gente que atribui ao excesso de trabalho uma certa justificativa para cumprir pela metade os seus deveres familiares é o mais comum. É uma fraca consolação pensar que afinal, se se volta tarde do trabalho, se se reduz o tempo dedicado à mulher ou marido e aos filhos num fim de semana por causa dos compromissos profissionais, é porque se trabalha para levar avante a família. Mais do que nunca, é neste caso que o fim não justifica os meios. Tanto o carinho que se deve ao outro cônjuge como o acompanhamento…

Arthur Schopenhauer – Liberdade Física

icon_hum

Liberdade Física Arthur Schopenhauer Liberdade física “é a ausência de qualquer obstáculo de natureza material” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 30.

Adotados por homossexuais agradecem Dolce e Gabbana por sua defesa da família composta por pai e mãe

icon_hum

Comentário: quem teria maior autoridade para falar sobre crianças adotadas por duplas homossexuais  do que essas mesmas crianças? Pois bem, 6 pessoas vieram a público defender Dolce e Gabbana por sua defesa da família. Eles dizem que “todo ser humano tem uma mãe e um pai, e cortar isso da vida de uma criança significa roubar a sua dignidade“. Quem teria coragem de contestar essas vidas de sofrimento e alheamento? Ou quem irá acusar os estilistas de homofóbicos? Adotados por homossexuais agradecem Dolce e Gabbana por sua defesa da família composta por pai e mãe Stefano Gabbana e Domenico Dolce /…

Duas solidões contemporâneas

Luz

Mais um artigo de um membro do apostolado do Site Humanitatis foi publicado pela Gazeta do Povo. Dessa vez, o assunto é o deserto que cerca os homens que procuram resistir ao fácil, ao desonesto, ao imoral. Há uma verdadeira caça às bruxas: os honestos são achincalhados, ridicularizados, menosprezados. Eis um extrato de Duas solidões contemporâneas: O Brasil testemunha o surgimento de uma solidão específica: a solidão do homem honesto. Diferentemente da solidão do anacoreta cibernético, que escolhe alhear-se do mundo à sua volta, esse exílio é imposto aos homens por seus coetâneos. Trata-se do sentimento de que, diante das constantes…

Joseph Ratzinger – Amor e Sofrimento

Papa Bento XVI

Amor e Sofrimento Joseph Ratzinger “Quem não aceita o sofrimento não pode amar, pois o amor implica sempre algum grau de morte para si mesmo, de entrega de si a outro, de libertação de si” Fonte: RATZINGER, Joseph. Homilias sobre os santos. São Paulo: Quadrante, 2007, p.74.

Francisco José de Almeida – Família e Virtudes Humanas

icon_hum

Família e Virtudes Humanas Francisco José de Almeida “Sabemos que, como disse alguém, poucas vezes a família é cenário de atos heróicos, desses que se poderiam registrar na história: compõem-se de um feixe de atos de dedicação aparentemente banais; mas é com eles que se constrói a história”” Fonte: ALMEIDA, Francisco José de. A virtude da ordem. São Paulo: Quadrante, 2006, p. 45.

J. Urteaga – Inveja

Luz

Inveja J. Urteaga “A inveja produz sempre o fruto amargo da calúnia” Fonte: URTEAGA, J. O Valor Divino do Humano. São Paulo: Quadrante, p. 28.

Francisco José de Almeida – Tempo e Mediocridade

icon_hum

Tempo e Mediocridade Francisco José de Almeida “Gasta-se o mesmo tempo em ter uma vida santa do que em ter uma vida vulgar” Fonte: ALMEIDA, Francisco José de. A virtude da ordem. São Paulo: Quadrante, 2006, p. 37.