Tag: Filosofia da Educação

A educação medieval segundo o Diário de um estudante, escrito por Walafried Strabo (806-849)

Por Fábio Valentim Não são poucas as vezes que podemos nos deparar com a declaração “A igreja privou o conhecimento na idade média”, essa postura quase orquestrada é bastante comum tanto em sala de aula do ensino fundamental e médio, quanto dentro de uma universidade. E o pior, a curiosa afirmação é dita constantemente por professores que ocupam a cadeira de medieval na academia. Não tenho a intenção com o presente trabalho de ser um advogado da igreja, porém busco…

Colégio Monte Alto – Niterói – Evento Gratuito – Prof. João Malheiro

O Colégio Monte Alto, de Niterói, fará um evento gratuito para os cidadãos dessa cidade. No dia 23/04, sábado, de 10h00 às 12h00, no Hotel Mercure Niteroi Orizzonte – Rua Engenheiro Velasco, 321 Gragoatá – NIterói, haverá uma palestra sobre os primeiros anos de educação das crianças: A Importância dos Primeiros Anos na Vida Escolar Prof. João Malheiro, Doutor em Educação (UFRJ) O professor João Malheiro é doutor em educação pela UFRJ e é um reconhecido profissional da área de educação…

Hugo de São Vitor – Estudos e Leitura

Estudos e Leitura Hugo de São Vitor  “É principalmente por dois instrumentos que alguém adquire o conhecimento: a leitura e a meditação. Observando ambos, notamos que é a leitura que vem em primeiro lugar na instrução, e justamente por isto este livro que segue trata dos preceitos e regras para a boa leitura” Fonte: SÃO VITOR, Hugo de. Didascalicon: a arte de ler. Campinas: Vide Editorial, 2015, p. 19.

Hugo de São Vitor – Estudos e Esforço

Estudos e Esforço Hugo de São Vitor  “Parece-me, aliás, haver duas espécies de pessoas que correspondem a esta descrição. Uma destas espécies é a das pessoas que, não ignorando sua limitação intelectual, valem-se de grandiosos esforços para o alcance do conhecimento e, insistindo com pujança nos estudos, menos obtêm o êxito ensejado por causa do efeito de suas ações, e muito mais, devido ao efeito merecido de suas [ardentes] vontades. Todavia, há a segunda espécie, correspondendo às pessoas que, como…

Hugo de São Vitor – Arte de Ler

Arte de Ler Hugo de São Vitor  “São três, os preceitos mais necessários para a arte de ler: o primeiro preceito: “que saibamos previamente o que devemos ler”. O segundo: “a ordem a seguir durante a leitura, isto é, qual o primeiro texto a ser destrinchado, qual o segundo e assim por diante”. E o terceiro preceito: “como devemos ler”. Fonte: SÃO VITOR, Hugo de. Didascalicon: a arte de ler. Campinas: Vide Editorial, 2015, p. 19.

Colégio Monte Alto – Evento Gratuito

O Colégio Monte Alto, de Niterói, fará um evento gratuito para os cidadãos dessa cidade. No dia 25/04, sábado, de 10h00 às 12h00, na Associação Médica Fluminense (AMF) haverá duas palestras muito interessantes a respeito da preparação para educação dos filhos: Como harmonizar carinho, proteção e exigência na educação de nossos filhos? Prof. João Malheiro, Doutor em Educação (UFRJ) Afetividade Infantil e Harmonia Familiar Dr. Ítalo Marsili, Psiquiatra Para maiores informações, entrem em contato no email: montealtoniteroi@acecrj.org.br

G. K. Chesterton – Autoridade e Educação

Autoridade e Educação G. K. Chesterton “Sei de certos pedantes malucos que tergiversaram, sustentando que educação não é instrução e que de maneira alguma se ensina com uso de autoridade. Apresentam o processo não como algo que venha de fora, do professor, mas como algo que parte completamente de dentro da criança” Fonte: CHESTERTON, G. K. O que há de errado com o mundo. Campinas: Ecclesiae, 2013, p. 156.  

G. K. Chesterton – Autoridade e Educação

Autoridade e Educação G. K. Chesterton “O educador que extrai é tão arbitrário e coercitivo quanto o instrutor que incute, pois aquele que extrai o que melhor lhe parece, decide o que deve e o que não deve ser desenvolvido na criança” Fonte: CHESTERTON, G. K. O que há de errado com o mundo. Campinas: Ecclesiae, 2013, p. 157.  

G. K. Chesterton – Autoridade e “Escola Nova”

Autoridade e “Escola Nova” G. K. Chesterton “O único resultado de toda essa pomposa e precisa distinção entre o educador e o instrutor é que o instrutor empurra para onde quiser e o educador puxa de onde quiser. A violência intelectual feita à criatura empurrada é exatamente a mesma feita àquela puxada” Fonte: CHESTERTON, G. K. O que há de errado com o mundo. Campinas: Ecclesiae, 2013, p. 158.  

G. K. Chesterton – Tradição e Educação

Tradição e Educação G. K. Chesterton “Eis a educação perpétua: ter suficiente certeza de que algo é verdadeiro a ponto de chegar à ousadia de contá-lo a uma criança. É deste dever altamente audacioso que os modernos estão fugindo de todas as formas possíveis e sua única desculpa é, naturalmente, que suas filosofias modernas são tao imaturas e hipotéticas que eles não se julgam capazes de convencer nem a eles mesmos, quanto menos a um recém-nascido” Fonte: CHESTERTON, G. K. O que…