Tag: Filosofia da Religião

Jürgen Habermas – Fenômeno Religioso

Fenômeno Religioso Jürgen Habermas “A filosofia precisa levar a sério esse fenômeno como um desafio cognitivo a ser analisado a partir do lado interior” Fonte:HABERMAS, Jürgen; RATZINGER, Joseph. Dialética da secularização: sobre razão e religião. Aparecida: Ideias e Letras, 2007, p. 44.

Curtas sobre a Fé – 11

Comentário: A partir de hoje começaremos a postar as frases do Papa Francisco que não saem na grande mídia. Suspeitamos que se qualquer um dos dois papas anteriores dissesem algo parecido seriam massacrados pela grande mídia. Mas com o Papa Francisco, a mídia tem certa caridade em ver o melhor ângulo de suas declarações, o que está certo e deveria ser a regra editorial de todo jornalismo. Além disso, vamos trazer algumas notícias sobre mártires no mundo e da perseguição cruel…

Jürgen Habermas – Religião

Religião Jürgen Habermas Religião, para Habermas, “é originalmente uma ‘visão do mundo’ ou uma ‘compreehensive doctrine’, inclusive no sentido de reivindicar a autoridade de estruturar a forma de vida como um todo” Fonte:HABERMAS, Jürgen; RATZINGER, Joseph. Dialética da secularização: sobre razão e religião. Aparecida: Ideias e Letras, 2007, p. 53.

O Erro de Charlie

Os assassinatos perpetrados por radicais islâmicos no jornal Charlie Hebdo, em Paris, exigem uma reflexão profunda. A gravidade da situação, no entanto, favorece a que se tomem posturas extremas, muitas vezes flertando alegremente com um maniqueísmo simplista. Muitos querem colocar o lamentável assassinato dos jornalistas franceses sob a bandeira da modernidade contra o atraso, da liberdade contra o autoritarismo. Não sei se é fácil assim. Segundo tais interpretações, há dois lados em tudo distintos e cabe a cada um escolher onde…

Eu não sou Charlie – Je ne suis pas Charlie

Lendo e meditando sobre os últimos acontecimentos na França, percebi que não sou Charlie. Minha alma, resistente aos movimentos da manada, se rebelou ao ver tantos jovens burgueses, tantos discursos maniqueus nas mídias mais diversas, concordando caprinamente sobre assunto tão complexo. Costumo suspeitar desses movimentos muito enraizados nos mass media e nas redações, sem qualquer senso crítico. Além disso, toda análise social que se pretenda séria e profunda precisa fugir dos simplismos. E não há nada mais simplista e, portanto,…

Jürgen Habermas – Fé e Razão

Fé e Razão Jürgen Habermas “A expectativa de uma não convergência continuada entre fé e conhecimento só pode merecer o atributo de ‘sensata’ se for admissível que as convicções religiosas ganhem também, na perspectiva do conhecimento secular-profano, um status epistêmico que não seja pura e simplesmente irracional” Fonte:HABERMAS, Jürgen; RATZINGER, Joseph. Dialética da secularização: sobre razão e religião. Aparecida: Ideias e Letras, 2007, p. 56.

Jürgen Habermas – Estado Liberal e Tolerância Religiosa

Estado Liberal e Tolerância Religiosa Jürgen Habermas “A consciência secular também tem de pagar seu tributo para entrar no gozo da liberdade religiosa negativa. Espera-se dela uma exercitação no relacionamento autorreflexivo com os limites do iluminismo. A concepção de tolerância de sociedades pluralistas de constituição liberal não exige apenas dos crentes que entendam, em suas relações com os descrentes e os crentes de outras religiões, que precisam contar sensatamente com a continuidade de um dissenso, pois numa cultura política liberal…

Nota oficial da Arquidiocese do Rio em resposta a matéria do Jornal O Globo

  A Arquidiocese do Rio de Janeiro, em razão da entrevista publicada no dia 8 de julho, no Segundo Caderno do Jornal O Globo, denominada “O veto é censura, representa um enorme retrocesso”, esclarece o seguinte: 1 – A utilização da imagem do Cristo Redentor deve ser autorizada pela Arquidiocese do Rio de Janeiro, detentora dos direitos patrimoniais de autor sobre o Monumento que não só é um símbolo da Cidade do Rio e do Brasil, mas é um Santuário…

Jürgen Habermas – Fé e Razão

Fé e Razão Jürgen Habermas “É possível que na vida das comunidades religiosas – contanto que evitem o dogmatismo e a coerção das consciências – permaneça intacto algo que se perdeu alhures e que não pode ser recuperado, nem mesmo com a ajuda exclusiva do conhecimento profissional de especialistas; estou falando de possibilidades de expressão e sensibilidades suficientemente diferenciadas para uma vida malograda, para patologias sociais, para o fracasso de projetos de vida individuais e as deformações de nexos de…