Tag: Liturgia

Joseph Ratzinger – Diálogo Interreligioso

Diálogo Interreligioso Joseph Ratzinger Condições para encontros de oração multirreligiosa e interreligiosa: “1. Tais orações multirreligiosas não se podem dar como caso normal da vida religiosa, mas unicamente como sinal, em situações extraordinárias, nas quais se eleve um clamor em comum de angústia, que comova ao mesmo tempo o coração dos homens e o coração de Deus. 2. Tal processo leva quase forçosamente a falsas interpretações, à indiferença em face do conteúdo do que se crê e não se crê…

Santa Missa na Forma Extraordinária do Rito Latino, na Canção Nova

Cenas e Comentário do Pe. Demétrio Gomes Comentário: Pe. Demétrio Gomes, da Arquidiocese de Niterói-RJ, comentando a Santa Missa na Forma Extraordinária do Rito Latino, na Canção Nova: “O Papa (Bento XVI) tem pedido muito que haja esse mútuo enriquecimento entre essas duas formas do Rito Romano: a forma ordinária e a forma extraordinária; o Missal de Paulo VI e o Missal de João XXIII”. Em 2007 o Papa Bento XVI – através do Motu Proprio Summorum Pontificum – concedeu…

Pe. Anderson Batista convida para Missa Tradicional em Porto das Caixas

Comentário: Pe. Anderson Batista, da Arquidiocese de Niterói, convida para Missa no Rito Extraordinário, a ser celebrada no dia 28 de Julho de 2012, em honra ao Preciosíssimo Sangue de Jesus, no Santuário de Cristo Crucificado, em Porto das Caixas. Lá ocorreu, há alguns anos, um milagre. A imagem de Nosso Senhor Jesus Cristo verteu sangue, fazendo daquela Igreja lugar de peregrinação há décadas. Atualização: Informações sobre a peregrinação do Fratres in Unum Data: 28 de Julho de 2012 (sábado) Pontos de…

Vídeo da Missa Tridentina na Canção Nova

Missa Tridentina, celebrada pelo Pe. Demétrio Gomes para os membros da Canção Nova, dia 15 de julho de 2012. A Missa foi celebrada para os membros da comunidade católica e transmitida ao vivo pelo o twitcam. Que o Senhor Deus, Todo-Poderoso, continue abençoando e fazendo frutificar o trabalho dos sacerdotes da sua Santa Igreja.

Primeira Missa Tridentina na Canção Nova

Dia 15 de julho de 2012 ficará marcado como dia em que a primeira Missa Tridentina foi celebrada na Canção Nova. O Pe. Demétrio Gomes, da Arquidiocese de Niterói-RJ, foi quem celebrou-a. Abaixo a foto do altar, minutos antes da celebração do Santo Sacrifício Eucarístico. O Pe. Demétrio Gomes dará formação para os membros da Canção Nova durante toda a semana.

Bento XVI, o Papa da Unidade!!!

Deu no Salvem a Liturgia: uma chaga parece ter começado a fechar. A notícia é dada por Andrea Tornielli. Mas até agora a blogosfera católica, que devia estar mais bem informada sobre o assunto, não divulgou a notícia com o júbilo que ela merece. Será que é verdade? De qualquer forma, se o superior da Fraternidade São Pio X assinar o Preâmbulo Doutrinal proposto pelo Vaticano, Bento XVI se configurará como um dos Papas que mais fizeram pela Unidade dos…

Qual é o motivo?

Alguns canonistas, outros biblistas; uns dogmáticos, outros missiologistas discutem sobre o futuro da fé cristã na Europa. Atribuem o esvaziamento das igrejas e dos movimentos ao momento histórico. Dizem que se vive um momento de efervescência cultural sem igual, que deixa a religiosidade e a fé em segundo plano. Só pensa assim quem não conhece o que foram os séculos XII – XV na Itália e França. O motivo do esvaziamento dos fiéis é bem mais simples, me parece. Está é faltando…

Passio Domini Nostri Iesu Cristi

Para entrar no espírito da semana, sugiro a interpretação do relato da Paixão de Nosso Senhor, cantado lindamente no Vaticano. Ainda que seja raro encontrar paróquias onde se canta este relato na Sexta-feira Santa (ou até por isso mesmo), experimentar essa liturgia é fantástico. [iframe: width=”560″ height=”315″ src=”http://www.youtube.com/embed/tB792T9HJDo” frameborder=”0″ allowfullscreen]

Corpus Christi – Ó precioso e admirável banquete!

O unigênito Filho de Deus, querendo fazer-nos participantes da sua divindade, assumiu nossa natureza, para que, feito homem, dos homens fizesse deuses. Assim, tudo quanto assumiu da nossa natureza humana, empregou-o para nossa salvação. Seu corpo, por exemplo, ele o ofereceu a Deus Pai como sacrifício no altar da Cruz, para nossa reconciliação; seu sangue, ele o derramou ao mesmo tempo como preço do nosso resgate e purificação de todos os nossos pecados. Mas, a fim de que permanecesse para sempre entre nós…