Tag: Moral

Hugo de São Vitor – Sabedoria

Sabedoria Hugo de São Vitor  Para o autor, a Sabedoria é “a forma do bem perfeito” Fonte: SÃO VITOR, Hugo de. Didascalicon: a arte de ler. Campinas: Vide Editorial, 2015, p. 23.

Não se atrase, seja VOCÊ uma pessoa pontual!

Não se atrase, seja VOCÊ uma pessoa pontual! Pontualidade é mais que chegar na hora aos compromissos. Pontualidade diz respeito à precisão também. Por exemplo, ser pontual na lavagem da louça não é só realizar a tarefa na hora combinada,…

Arthur Schopenhauer – Natureza e Liberdade

Natureza e Liberdade Arthur Schopenhauer “Tôda coisa que é deve ter uma natureza particular característica, graças à qual ela é o que é, natureza essa atestada por todos os seus atos, cujas manifestações são necessàriamente provocadas pelas causas exteriores; por…

Fantasticamente Parcial

Ou sobre como fazer uma matéria jornalística tendenciosa! Não sou jornalista, mas qualquer pessoa com algum conhecimento geral sabe que uma máxima do bom jornalismo é dar voz ao contraditório. É verdade que alguns meios de comunicação não têm a…

Arthur Schopenhauer – Liberdade Física

Liberdade Física Arthur Schopenhauer Liberdade física “é a ausência de qualquer obstáculo de natureza material” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 30.

Arthur Schopenhauer – Liberdade

Liberdade Arthur Schopenhauer Liberdade é “ausência de qualquer impedimento e de qualquer obstáculo” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 30.

Arthur Schopenhauer – Livre arbítrio

Livre arbítrio Arthur Schopenhauer “O livre arbítrio implica, se o considerarmos bem de perto, uma existência sem essência, digamos alguma coisa que é e, ao mesmo tempo, não é nada, por conseqüência não é, donde resulta uma evidente e inconciliável…

Arthur Schopenhauer – Tipos de Liberdade

Tipos de Liberdade Arthur Schopenhauer Para o filósofo há 3 tipos de liberdade: “liberdade física, a liberdade intelectual e a liberdade moral” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 30.