Tag: Moral

Arthur Schopenhauer – Determinismo e Liberdade

Determinismo e Liberdade Arthur Schopenhauer “Esperar, portanto, que um homem, sob tais influências, aja ora de um modo, ora de outro absolutamente oposto, é como esperar que a mesma árvore, que no último verão deu cerejas, sazone no outorno vindouro pêras” Fonte: SCHOPENHAUER, Arthur. O livre arbítrio. Rio de Janeiro: Edições de Ouro, 1967, p. 147.

Por que estudar as virtudes?

Conta-se que um pai atarefado, procurando um desafogo para a esposa, já muito ocupada em casa – e ele mesmo empenhado em resolver um problema domiciliar complicado – resolveu dar um desafio ao mais novo, um espoleta. Leu, não lembrava onde, que crianças pequenas gostam de ser desafiadas, elas gostam de ver testadas as suas capacidades. Então, o pai pensando ter ganho uns trinta minutos, pega uma revista semanal, encontra um desenho do Mapa Mundi, rasga a página em pequenos…

Arthur Schopenhauer – Natureza e Liberdade

Natureza e Liberdade Arthur Schopenhauer “Tôda coisa que é deve ter uma natureza particular característica, graças à qual ela é o que é, natureza essa atestada por todos os seus atos, cujas manifestações são necessàriamente provocadas pelas causas exteriores; por outra forma, contràriamente, esta natureza não é de modo algum obra dessas causa, não sendo modificável por elas. Tudo isso, porém, é tão verdadeiro em relação ao homem e à sua vontade como para todos os sêres da criação” Fonte:…

Santo Tomás de Aquino – Estultice

Estultice Santo Tomás de Aquino “A estultice comporta um certo embotamento no julgamento, sobretudo no que se refere à causa suprema, que é o fim último e o soberano bem” “Stultitia, sicut dictum est, importat quondam stuporem sensus in iudicando, et praecipue circa altissimam causam, quae est finis ultimus et summum bonum” Fonte: TOMÁS DE AQUINO. STh II-II, q. 46, a. 2, co.

Fantasticamente Parcial

Ou sobre como fazer uma matéria jornalística tendenciosa! Não sou jornalista, mas qualquer pessoa com algum conhecimento geral sabe que uma máxima do bom jornalismo é dar voz ao contraditório. É verdade que alguns meios de comunicação não têm a tradição de respeitar esse princípio, mas isso não impede que exijamos que eles sejam coerentes com seus próprios modelos de excelência e justiça. Outra coisa: é sabido que programas de televisão estão longe de serem fontes confiáveis de dados científicos, mas…

Platão – Justiça

Justiça Platão “Quem realmente quer lutar por justiça, se pretende viver algum tempo, por breve que seja, forçosamente haverá de limitar-se ao âmbito privado em lugar do público” Fonte: PLATÃO. Apologia, 32 a.  

Francisco José de Almeida – Ordem e Vida Familiar

Ordem e Vida Familiar Francisco José de Almeida “Gente que atribui ao excesso de trabalho uma certa justificativa para cumprir pela metade os seus deveres familiares é o mais comum. É uma fraca consolação pensar que afinal, se se volta tarde do trabalho, se se reduz o tempo dedicado à mulher ou marido e aos filhos num fim de semana por causa dos compromissos profissionais, é porque se trabalha para levar avante a família. Mais do que nunca, é neste…