Tag: Moral

A ignorância: melhor advogada de defesa?

É conhecida por todos a famosa tese platônica, cuja breve declinação é a seguinte: o mal tem origem na ignorância. Segundo o discípulo de Sócrates, a causa dos vícios é a falta de conhecimento, o que exige dos cidadãos maior…

Aristóteles – Filosofia Prática e Phrónesis

Caso se elaborasse uma reflexão acerca das diversas racionalidades de Aristóteles, distinguir-se-íam claramente, dentre as muitas citadas pelo Estagirita, a filosofia teorética e a filosofia prática, como no texto que se segue: “é justo também denominar a filosofia ciência da…

Notícias sobre a vacinação com Gardasil

Ciência, Biologia

Leiam algumas notícias sobre a inofensiva vacinação de meninas brasileiras com o produto Gardasil, promovida pelo governo federal pelos cantões do Brasil varonil. 1. Em Veranópolis e Porto Alegre, no RS, três (3) meninas tiveram problemas de saúde relacionados à…

Jürgen Habermas – Valores Humanos

Valores Humanos Jürgen Habermas “A permeação mútua do cristianismo e da metafísica grega não produziu apenas a forma espiritual da dogmática teológica e a helenização – nem sempre benéfica – do cristianismo. Ela promoveu também a apropriação de conteúdos genuinamente…

O problema da razão prática

Desde a reabilitação da Filosofia Prática, iniciada nas décadas de 60 e 70, emblematicamente simbolizada pela obra Rehabilitierung der praktischen Philosophie[1], se coloca à reflexão filosófica a tarefa de executar uma justificação satisfatória de um saber ético geral. Tal conhecimento…

Immanuel Kant – Máxima

Máxima Immanuel Kant “Devo proceder sempre de maneira que eu possa querer também que a minha máxima se torne uma lei universal” Fonte: KANT, Immanuel. Fundamentação da Metafísica dos Costumes. Trad. Paulo Quintela. Coimbra: 1960, p. 27-28.      

Immanuel Kant – Máxima

Máxima Immanuel Kant “Máxima é o princípio subjetivo do querer; o princípio objetivo […] é a lei prática” Fonte: KANT, Immanuel. Fundamentação da Metafísica dos Costumes. Trad. Paulo Quintela. Coimbra: 1960, p. 26.

Immanuel Kant – Máxima

Máxima Immanuel Kant “Age apenas segundo uma máxima tal que possas ao mesmo tempo querer que ela se torne lei universal” Fonte: KANT, Immanuel. Fundamentação da Metafísica dos Costumes. Trad. Paulo Quintela. Coimbra: 1960, p. 56.